Conheça a GIF: ajudando jovens na busca de um sonho

- A GIF leva garotos para jogar na Europa e conquistar seu espaço em terras nunca antes conquistadas
Conheça a GIF: ajudando jovens na busca de um sonho

Quantas crianças e jovens, hoje em dia, já se imaginaram jogando em clubes da Europa? A Globo Internacional de Futebol (GIF), visa trabalhar esses jovens para buscarem o sucesso fazendo o que mais gosta: jogar futebol. Entrevistamos Nildo da Silva, fundador da empresa, que explicou exatamente a finalidade da empresa com os jovens e o porquê de leva-los à Europa.

Na Europa pode-se viver uma outra cultura. A nossa finalidade é essa, agir nas duas áreas, tanto na futebolística como na social. Nunca iremos garantir que o atleta irá jogar uma Bundesliga por exemplo, mas mostraremos que se ele se dedicar e realmente tiver talento, com certeza terá uma oportunidade para a sua carreira.

Nildo da Silva (no centro) ao lado de dois atletas da GIF (Foto: site Esportesmais.com)

Mas não basta apenas chegar e dizer: “Quero jogar bola! ” é preciso que o atleta que procure a GIF, saiba que pode acontecer de ele não ser aprovado, por isso Nildo aponta o que é necessário para que o futuro atleta profissional consiga o seu espaço na empresa.

Antes de tudo, para iniciar no projeto precisa ter uma auto-critica de entender que se tem potencial, será aprovado nos clubes. Tem que saber jogar futebol, antes trabalhávamos com DVD, mas os clubes perderam o interesse pois existem manipulações. Portanto, o atleta juntamente com os pais, empresários, precisam ser sinceros consigo mesmo, pois a oportunidade de mostrar o futebol que tem será dada.

Quando falamos em jovens atletas, são jogadores que até uma determinada idade, possa estar demonstrando um evidente potencial para buscar o seu espaço. Questionado sobre a idade dos jogadores ajudados pela GIF, Nildo afirma:

Temos uma faixa de idade dos 17 aos 26 anos, porque após isso é difícil encontrar uma equipe, já que o futebol exige jovens talentos.

Foto: site Esportesmais.com

Os atletas auxiliados pela GIF, são levados a Berlim na Alemanha, onde é oferecido todo um suporte de vida de qualidade, dentre eles uma boa estadia, transportes e tem a ajuda de um tradutor para que a comunicação possa fluir da maneira mais natural possível no país. Segundo Nildo da Silva:

Quando o atleta chega no projeto, além do encaminhamento ele tem uma boa estadia, em uma casa com cinco dormitórios, sala, cozinha, banheiro com banheira, quintal onde eles podem fazer churrasco, uma pequena piscina. No período de testes, os jogadores têm também os transportes para os treinos, tradutor para as reuniões quando necessário, alimentação, assessoria, academio, tudo isso assim que ele chega. Sem contar o fato de poder se deliciar com a cidade de Berlim.

É importante ressaltar que o atleta não chega diretamente ao clube. Tem todo um processo de adaptação do jovem para a realidade de Berlim e além de tudo a GIF precisa observar o nível de futebol apresentado pelo jogador, o colocando principalmente em ligas menores do país. Tudo isso faz parte de um processo que envolve, não só a empresa, mas também o próprio jogado.

Temos contatos com clubes de ótimo porte na Europa, mas não trazemos os atletas diretamente para os clubes, pois primeiro tem que ser trabalhado, ver o real nível do jogador, porque o futebol é uma via de mão dupla, e funciona da seguinte forma: se levo um jogador para uma Bundesliga sem conhecer, marco o teste e o garoto não está preparado, nunca mais os nossos atletas terão oportunidade. Agora quando você os coloca em divisões menores, prepara eles, dá tempo para se desenvolver, se adaptar, é tudo diferente. Você realmente sabe como é o atleta dentro de campo, pois os clubes na Europa dão toda a estrutura para uma preparação.

Ruan Silva

Sobre Ruan Silva

Ruan Silva já escreveu 957 posts nesse site..

Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

BetWarrior


Poliesportiva


Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

    Artigos Relacionados

    Topo