Confusão no Mané Garrincha pode render perda de até 10 mandos para Flamengo e Palmeiras

As consequências da briga entre palmeirenses e flamenguistas não está nada perto de ter um fim. Até a próxima quarta-feira a Procuradoria Geral do Superior Tribunal de Justiça
Desportiva vai denunciar Flamengo e Palmeiras pela confusão de suas torcidas durante o intervalo do embate no último domingo, no estádio Mané Garrincha, em Brasília.
Paulo Schmitt, procurador-geral do STJD, já solicitou as imagens do confronto para analisar junto com outras provas para realizar a denúncia responsabilizando os dois times pelo tumulto e não garantir a segurança do local do jogo, segundo os artigos 211 e 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).
A pena pode ser revertida em multa e neste caso varia de R$ 100 a R$ 100 mil. Segundo o artigo 213, além da multa, Flamengo e Palmeiras podem ser punidos com a perda de um a dez mandos de campos.
A Procuradoria também vai entrar com um requerimento referente à interdição do Mané Garrincha até que sejam cumpridas as exigências feitas no julgamento da denúncia.
Além disso, também será aplicado o artigo 64, que diz que as partidas correspondentes à pena de perda de campo poderão ser realizadas no estádio em que o time costuma mandar seus jogos, com portões fechados ao público.
Entenda o caso
Na tarde do domingo em que ocorreu a disputa entre Flamengo e Palmeiras, 30 palmeirenses foram presos pela Polícia Militar de Brasília após confronto entre as torcidas. Um flamenguista foi ferido e está internado no Hospital de Base em estado grave.
A briga começou na área de circulação do anel superior do estádio, quando os torcedores do Palmeiras tentaram invadir a área destinada aos rubro-negros. Para conter a confusão, a PM utilizou gás de pimenta. Levada pelo vento, a substância chegou até o campo e incomodou os jogadores, árbitros e comissão técnica, o que resultou em um atraso de dez minutos para o início do segundo tempo.
Os torcedores, entre eles crianças, também sentiram o efeito e precisaram ser atendidas pelos bombeiros.

BetWarrior


Poliesportiva


Mayara Flausino
Mayara Flausino
Mayara Flausino, 22 anos, sempre foi apaixonada por esportes. Já tentou ser nadadora, ginasta, jogadora de basquete, vôlei e futsal. No fim, pendurou as chuteiras e decidiu ir para o time dos jornalistas, o qual faz parte desde 2015. Atualmente procura uma vaga no time profissional e luta pelo fim do escanteio curto.

    Artigos Relacionados

    Topo