A 50ª edição da Copa São Paulo de Futebol Junior, popular Copinha continua nesta quinta (3) com as estreias das equipes do grupo 10, o anfitrião São Carlos com uma equipe de média baixa mas cheio de vontade e sonho de chegar longe na competição, encara o Criciúma de Santa Catarina que revelou bons valores no último ano jogando a série B do Campeonato Brasileiro. Mais tarde o América-MG uma das referências de revelação de jogadores nos últimos anos duela com o modesto Atlântico da Bahia que busca revelar atletas  para clubes mais tradicionais do cenário nacional.

COPA SÃO PAULO DE FUTEBOL JUNIOR – GRUPO 10 – 1ª RODADA

São Carlos x Criciúma – 17h45

Os anfitriões da sede que detém o nome da equipe local, inicia sua trajetória cheio de sonhos e objetivos, o clube confia no trabalho da comissão técnica e em seus jovens jogadores. A média de idade dos Águias é de apenas 17,5 anos, com a maioria dos atletas disputando sua primeira Copinha. No banco de reservas o time será
comandado por Marcus Vinicius, que era lateral nos profissionais e apelidado de “Viola”.

“É novidade para mim. A ansiedade é grande, a adrenalina sobe. É como se estivesse jogando.
Tudo novo. Mas estou tranquilo e vamos esperar por grandes jogos”, disse o treinador.

O esquema utilizado nos quatro meses de preparação foi o do 4-2-3-1 alternando para o 4-3-3, com muita velocidade pelos lados, e buscando resolver rapidamente suas jogadas. O técnico inclusive já estipulou a meta do São Carlos nesta Copinha: fazer a melhor campanha da história do clube na competição, quando chegou ás
quartas de finais em 2008, sendo eliminado em casa pelo Figueirense, que seria o campeão daquele ano.

“Não tenho mais dúvidas e já defini a equipe que inicia a partida. Vou colocar em campo uma equipe aguerrida e jovem. Vamos respeitar o adversário e propor o jogo. Não vou mudar a maneira do time jogar. Espero que a torcida compareça e jogue junto com os meninos. Eles vão precisar. O time é jovem e o emocional pesa”, ponderou.

A equipe Catarinense chegou na cidade paulista na manhã desta quarta-feira (2) e já fez um treino leve no período da tarde. Na edição do ano passado, o Tigre foi eliminado pelo Athletico Paranaense ainda na terceira fase, mas está confiante de apresentar um desempenho melhor, pois foi finalista do Catarinense sub-17 e conquistou o
título da Copa Sul-Brasileira sub-19 e conta com diversos atletas destas campanhas para chegar longe nesta Copinha.

“Sabemos que a chave é difícil, assim como a competição, mas a expectativa é de uma grande campanha. Nos preparamos durante o ano para este campeonato e pretendemos
representar bem o clube”, acrescenta o coordenador das categorias de base do Criciúma, Serginho Lopes.

América-MG x Atlântico-BA – 19h45

O clube de Minas já conquistou um título da Copinha em 1996 e busca repetir este feito nesta edição, para isso, começou a preparação já em Novembro, com treinamentos durante todo o mês e ajustando a equipe e avaliando jogadores para estarem na pré-lista para o torneio. No mês seguinte realizou alguns jogos-treinos e saiu com um saldo positivo. Primeiro venceu o sub-20 do seu rival Atlético-MG por 3 x 2 e depois perdeu para a equipe principal do Guarani-MG por 2 x 1, porem o time mostrou um bom futebol e
personalidade.

“Tivemos uma grande evolução dos atletas no período de preparação, especialmente dos atletas 2001 que utilizaremos. Eles ganharam muito em termos físicos e de intensidade de jogo.  Após esse nivelamento de ritmo entre os jogadores de diferentes idades, começamos a trabalhar as ideias de jogo e fazer partidas de testes. Fizemos quatro jogos-treinos na semana passada, outros anteriormente, com o objetivo de alcançar o máximo da condição física e mental para suportarmos a pressão natural do torneio. A Copinha exigirá muito deles,
então nos preparamos bem para encarar e superar cada etapa da competição” – disse o treinador.

O principal destaque do Coelho é o meia Léo de 19 anos, que irá para sua terceira Copinha, o jogador está no clube desde 2013, e na última edição marcou dois gols e foi o artilheiro da equipe no torneio. Com experiência o camisa 10 mostra confiança:

“Esta será minha terceira participação na Copinha. Fiquei feliz por ajudar o América-MG, especialmente na última disputa, marcando gols e contribuindo para o time ir avançando. Fizemos uma boa Copinha em 2018, onde saímos, na terceira fase, nos pênaltis para o time que chegou às semifinais. Mas vejo que nossa equipe atual está mais experiente e com boa rodagem para jogar bem a edição de 2019. Acredito que nosso time promete. Temos tudo para dar muito trabalho aos adversários e chegar às fases finais, que é o nosso objetivo inicial” – afirmou Léo.

A equipe baiana por sua vez, é o azarão do grupo, e busca se classificar pela primeira vez a segunda fase da Copinha, por isso iniciou seus treinamentos em Dezembro, logo após sua participação no Campeonato Baiano Sub-20, do qual foi o terceiro colocado.

Avatar
Alexsander Vieira
Quando pequeno, pensava em trabalhar com o futebol, como jogador. Por situações não harmoniosas esse sonho se dissolveu, porém achei outra maneira de continuar no esporte. Foi com as mãos que decidi trabalhar, informar minha nação com os melhores acontecimentos, e sempre ter credibilidade no que passo à frente. Obs: 3 x 0 não é goleada.
http://www.radioprado.com.br

Artigos Relacionados