O Shandong Luneng venceu o Shenzhen na manhã desta segunda-feira (21). Válida pela 12ª rodada da Superliga Chinesa, a partida foi disputada no Jinzhou Stadium e teve o placar final de 2 x 1 para o Luneng. Sendo assim, Graziano Pellè foi o destaque da partida, marcando gol e dando assistência. Com a vitória, o clube voltou a vencer, após quatro partidas sem conquistar três pontos.

1° TEMPO

O Shenzhen teve controle da posse de bola nos primeiros 45 minutos da partida, mas não conseguiu criar em chances claras de gols. Sendo assim, o Shandong aproveitou as poucas oportunidades que teve.

Aos 13′, Pellè recebeu, e de peito deixou Duan Liuyu livre para abrir o placar. No primeiro instante, o gol foi anulado pelo assistente, considerando que o jovem chinês estava impedido ao receber a bola. Entretanto, após análise do VAR, o tento foi validado. Logo após, Róger Guedes bateu cruzado e marcou um belo gol, mas novamente a tecnologia foi acionada. Desta vez, anulando o tento do brasileiro, considerando falta cometida por Moisés no início da jogada. Nos acréscimos, Xinghan Wu sofreu pênalti. Sendo assim, Pellè bateu alto no meio do gol e ampliou o placar.

2° TEMPO

Nos 45 minutos finais o Shenzhen dominou, tentando buscar o resultado. Enquanto isso, o Shandong buscava aproveitar os contra-ataques.

Aos 16′, Lin Gao sofreu pênalti para os Phoenix. O capitão chinês foi para a cobrança, deslocou o goleiro e descontou para o Shenzhen. Mais tarde, Pellè chutou forte, buscando aumentar o placar, mas parou na grande defesa do arqueiro adversário. Assim, o placar final ficou em 2 x 1 para a equipe do atacante italiano.

E AGORA?

Com a vitória por 2 x 1, o Shandong Luneng segue na 3ª colocação do grupo A, com 20 pontos. O próximo jogo do clube será diante do Henan Jianye, na próxima quinta-feira (24). Por outro lado, o Shenzhen ocupa o 5ª lugar da chave, com 14 pontos. Os Phoenix também voltam a campo na próxima quinta-feira (24) para enfrentar o Dalian Pro.

MELHORES MOMENTOS

Foto Destaque: Reprodução/CGTN

 

Bruno Reis
Prazer! Sou Bruno Reis, de Santo André, ABC paulista. Desde 2001 vivo, choro e sorrio por futebol. Costumo dizer que este esporte nunca será qualquer um, ele muda e transforma vidas, como fez com a minha. Próximo do término do ensino médio, me senti perdido, me perguntava qual seria meu rumo a partir dali. Apesar de não ter dado certo dentro de campo, percebi que tinha chegado a hora de viver do futebol fora dos gramados, como jornalista. Hoje não me vejo longe dessa profissão, virou minha paixão. O que mais amo fazer é escrever e viver dele com todas as minhas forças.

Artigos Relacionados