Com empate do Cuiabá, CSA pode terminar a rodada em terceiro lugar na tabela da Série B - Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Cuiabá empatou com a Ponte Preta, por 2 a 2, nessa segunda-feira, na abertura da 34ª rodada da Série B. Com isso, o Dourado tem 55 pontos, três a mais que o CSA. Porém, time alagoano entra em campo na noite desta terça para enfrentar o Paraná. Se vencer, o Azulão assume o terceiro lugar na tabela.

Em caso de vitória sobre o Paraná, o CSA empata com o Cuiabá em pontos, mas ficaria em vantagem no número de vitórias.

De acordo com o Artigo 11º do regulamento da Série B, em caso de empate em pontos ganhos entre dois ou mais clubes, os critérios de desempate para efeito de classificação são:

1º) maior número de vitórias;
2º) maior saldo de gols;
3º) maior número de gols pró;
4º) confronto direto;
5º) menor número de cartões vermelhos recebidos;
6º) menor número de cartões amarelos recebidos;
7º) sorteio.

A saber, a partida entre Paraná e CSA está marcada para as 19h15 desta terça-feira, no Durival de Britto. O jogo é válido pela 34ª rodada do Brasileiro.

PARANÁ X CSA

Antepenúltimo, o Tricolor está se afundando na zona de rebaixamento e aumentou o risco de rebaixamento para 83%. Em contrapartida, o Azulão, quarto colocado, tem uma luta acirrada pelo G-4 junto com o Juventude, ambos com 52 pontos.

O Tricolor vem de derrota no confronto direto com o Náutico fora de casa e aumentou o drama dentro do Z-4. Inegavelmente, a fase não é boa. Na Vila, o Paraná não vence há seis jogos – a última vitória foi no final de outubro diante do lanterna Oeste. O time paranista está na 18ª posição, com 33 pontos.

Por outro lado, o CSA empatou contra outro time que briga para não cair na rodada anterior. O time alagoano ficou no zero com o Figueirense, fora de casa, mas o ponto foi suficiente para entrar no G-4. O Azulão não vence como visitante há três jogos.

Foto destaque: Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Alexandre Vieira
Sou Alexandre Vieira, 31 anos, estudante de Jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e apaixonado por esporte, principalmente futebol. Quando moleque, sonhava em ser jogador, porém não tive oportunidade. Daí nasceu a paixão pelo jornalismo e a esperança de assim poder ficar famoso, realizar o sonho de me aproximar de ídolos, estádios e cobrir competições históricas. Tenho um senso de humor gigante e sou legal até quando meu time perde.

Artigos Relacionados