Colo-Colo

Antes de mais nada,  o Colo-Colo jogará neste sábado (2), contra o Deportes Antofagasta, às 18h (horário de Brasília). Nesse ínterim, é sua última chance de se tornar campeão.

Assim, indo ao estádio Calvo y Bascuñán com a obrigação de conquistar os três pontos e esperando que o Everton lhes dê uma mão contra a Universidad Católica Lo Oro y Cielo precisa vencer a UC. Pois, essa é a única maneira de estender a corrida pelo título para um jogo decisivo.

Colo-Colo: de um excelente cenário, para um horroroso

Nesse sentido, a equipe de Viña Del Mar já deu sinais de que vai sair para jogar com tudo, sendo o goleiro Franco Torgnascioli a voz da equipe. Sobretudo, afirmando em entrevista ao El Mercurio que:

“O Colo Colo merece ser campeão, eles foram regulares durante todo o ano (…) Vamos jogar como devemos, com “a faca entre os dentes” como eles dizem, ninguém gosta de ser festejado no rosto”.

Além disso, há uma forte presença do ex-colocolino Boleros na equipe treinada por Roberto Sensini. Com Julio Barroso e Benjamín Berrios sendo os principais titulares com um passado Albo na equipe da Vina del Mar.

Entretanto, essa não é a única motivação que o Everton terá quando se tratar de enfrentar a UC, como se o Cacique fosse campeão do torneio, os Rouleiros terão seu lugar reservado na Supercopa 2022.

E por quê, você pode perguntar? Fácil, porque o Los del Cierro foi vice-campeão da Copa Chile 2021 justamente contra o popular. Então se Los albos forem campeões do torneio, o ingresso para a Copa dos Campeões de futebol chileno. E. Será transferido para eles.

Com este cenário, os roletas jogariam a Supercopa 2022 precisamente contra o El Cacique, tendo em mãos a possibilidade real de jogar por uma taça de futebol chileno após vários anos sem títulos.

Foto destaque: Divulgação/Gonzalo Salazar/Dale Albo

Caio Santos