Em carta aberta, clubes cearenses se unem pelo retorno do futebol

- Ceará, Fortaleza e Ferroviário argumentam e pedem a retomada dos jogos
Clubes Cearenses

Na noite deste domingo (5), os clubes cearenses se uniram em prol de um objetivo e divulgaram nas redes sociais uma carta aberta pedindo pelo retorno do futebol no estado. Ceará, Fortaleza e Ferroviário pedem que a volta aconteça juntamente com 3° fase de retomada da economia marcada para essa segunda-feira (6).

De acordo com a publicação são listados seis argumentos, a fim de convencer as autoridades públicas. Entre eles, é citada a possibilidade da capital sediar o restante da Copa do Nordeste. Visto que a CBF já anunciou que avalia sede única para continuação do torneio regional. Por outro lado, os clubes cearenses  ressaltaram as testagens que vem sendo periodicamente realizadas e os protocolos de segurança adotados.

Ao mesmo tempo, no 3° item de argumentação consta a decisão da Confederação Brasileira de Futebol pelo retorno do Brasileirão Série A e C, em 08 de Agosto. De tal forma que sem essa liberação, os clubes vão sofrer com desgastes físicos e econômicos, pois terão que jogar em outro estado.

Entretanto, o principal ponto da carta faz um comparativo com o cenário atual da capital, onde praias acabam cheias, com shoppings e restaurantes abertos. No caso do futebol, seguiriam com portões fechados e um número restrito de pessoas ligadas as equipes no estádio. Com o intuito de reforçar o posicionamento, foi lembrado que a Federação Cearense de Futebol apoia veementemente o retorno imediato.

Por fim, destacaram que o futebol por ser algo tão amado pelo povo brasileiro, pode ser benéfico seu retorno. Além disso, levaria entretenimento as pessoas nesse momento delicado de pandemia.

https://www.instagram.com/p/CCRmQGWHLJy/?igshid=ljs2wj2pfqji

Foto Destaque: Reprodução/Instagram

Tathiane Marques

Sobre Tathiane Marques

Tathiane Marques já escreveu 223 posts nesse site..

Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.

BetWarrior


Tathiane Marques
Tathiane Marques
Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.

    Artigos Relacionados

    Topo