Após dois dias da estreia, os clubes que compõe o grupo 10 da Copinha já voltam a atuar neste sábado (5), com ambas as partidas sendo disputadas do estádio Luizão. Logo pela manhã, os vencedores na primeira rodada, São Carlos e Atlântico-BA se enfrentaram com grandes chances de classificação a próxima fase. Mais tarde, o Criciúma encara o América-MG, quem perder está desclassificado da Copa São Paulo.

COPA SÃO PAULO DE FUTEBOL JÚNIOR – GRUPO 10 – 2ª RODADA

São Carlos x Atlântico-BA

A partida terá início às 8h45 (horário de Brasília) no estádio Luís Augusto de Oliveira, mais conhecido como Luizão. Os anfitriões estão motivados após vencer o Criciúma na primeira rodada da Copinha. O rendimento da equipe foi bem satisfatório, o grande destaque foi o meia-atacante Paulo Vitor que deu as duas assistências para os gols do Águia. Caso vença o clube paulista poderá se classificar para a próxima fase de maneira antecipada, dependendo do resultado da outra partida.

Já os baianos surpreenderam na estreia ao vencer o America-MG, por 2 x 0 e atuando muito bem. A vitória veio com grande ajuda de Italo, o camisa 10 do time, tendo a maioria das ações ofensivas passada pelos seus pés. Com um resultado positivo, o Atlântico poderá adquirir vaga para os mata-matas da Copinha.

Criciúma x América-MG

Mais tarde, às 11h (horário de Brasília) as equipes também se enfrentam no Luizão. Os catarinenses necessitam da vitória para continuar a sonhar com a classificação. Na sexta-feira (4) o treinador Lalo fez uma atividade técnica com bola seguido de um treino regenerativo, para ter todos os atletas em condições plenas de atuar.

https://twitter.com/americamg/status/1081249853106200576?s=21

Na lanterna do grupo o Coelho também precisam vencer se quiser continuar a pensar em seguir na competição. Sabedor da situação das equipes, o treinador Paulo Ricardo analisou o evento e falou o que espera do duelo entre os clubes:

“As duas equipes perderam na estreia e isso aumenta a pressão psicológica de ambas. Nosso objetivo é recuperar os jogadores fisicamente e psicologicamente para montar uma estratégia para o jogo. Acredito que será uma partida aberta, em que as equipes vão fazer de tudo para vencerem”, diz.

Avatar
Alexsander Vieira
Quando pequeno, pensava em trabalhar com o futebol, como jogador. Por situações não harmoniosas esse sonho se dissolveu, porém achei outra maneira de continuar no esporte. Foi com as mãos que decidi trabalhar, informar minha nação com os melhores acontecimentos, e sempre ter credibilidade no que passo à frente. Obs: 3 x 0 não é goleada.
http://www.radioprado.com.br

Artigos Relacionados