City: Sancho - EFE/FRIEDEMANN VOGEL

O Manchester City vive a expectativa que conquistar pela primeira vez a UEFA Champions League, que volta em agosto. Além disso, tenta reverter a decisão da entidade europeia de punir o clube de disputar a competição nas próximas duas temporadas. Mas, em meio a essas realidades, o técnico Pep Guardiola começa a planejar o plantel da equipe em 2020/21.

Jadon Sancho é o jovem que mais tem o seu nome ventilados nas outras equipe atualmente. Assim, não demorou muito para ele aparecer nos noticiários com um possível retorno ao Manchester City. Porém, em entrevista coletiva, o técnico Pep Guardiola tratou de fechar as portas para o meia-atacante.

“Ele decidiu sair, por que deveria voltar? Quando ele decidiu se mudar para o Dortmund, não é porque ele vai voltar depois. Ele não queria estar aqui, por isso acho que ele não quer voltar”, disse o treinador.

CITY MIRA LUCAS DIGNE

Para lateral-esquerda o Manchester City já tem um nome favorito e trata-se de Lucas Digne. O jogador já se destaca com a camisa do Everton há pelo menos duas temporadas. Assim, a ideia de Guardiola é colocar o ucraniano Zinchenko novamente no meio-campo e o francês disputaria posição com o seu compatriota Benjamin Mendy. Mas, os Citizens não podem demorar para fazer uma proposta ao ala, visto que o Chelsea também está interessado.

REFORÇO PARA DEFESA

Lucas Quarta Martínez é uma das maiores promessas do futebol argentino dos últimos anos. Assim, o zagueiro já chamou a atenção de Real Madrid, Borussia Dortmund e Ajax. Agora, é a vez de  Pep Guardiola querer tirar o atleta do River Plate. A multa contratual do beque é de 22 milhões de euros (R$132 milhões) e o Manchester City está disposto a pagar este valor.

Foto Destaque: Reprodução/Friedemann Vogel/EFE

Alexsander Vieira
https://bit.ly/3nAiB4l

Artigos Relacionados