Chapecoense vence e abre vantagem na decisão

A Chapecoense fez valer o fator casa e abriu vantagem na final do Campeonato Catarinense 2020. O Verdão bateu o Brusque por 2 x 0 na noite desta quarta-feira (9). Apesar de não se intimidar na Arena Condá, os visitantes acabaram sendo punidos com os gols dos defensores Luiz Otávio e Joílson. Agora o Bruscão vai pensar melhor seu esquema, já que precisa de no mínimo uma vitória por dois gols de diferença para se manter vivo.

1º Tempo

Ambas as equipes foram fiéis à seus estilos de jogo. Os visitantes tentavam encarar de igual para igual, enquanto os comandados de Umberto Louzer pressionavam a saída de bola do adversário. A Chape demonstrava que queria se apoiar muito no jogo aéreo, e foi desta forma que eles abriram o marcador. Aos 21′, após falta cobrada dentro da área, houve um bate-rebate na defesa e a bola acabou sobrando para Luiz Otávio, que arrematou para o fundo da rede.

Em seguida, a Chapecoense recuou, dando um pouco mais de espaço ao time do Vale do Itajaí. O Quadricolor até avançou e tentou fazer uma pressão, mas acabou sendo pouco efetivo. A chance mais perigosa do Brusque foi em uma cobrança de falta de Thiago Alagoano, que parou nas mãos do goleiro João Ricardo.

https://twitter.com/Brusqueoficial/status/1303865451802394625

2º Tempo

Na etapa complementar, por outro lado, quem começou pressionando e fechando espaços foram os treinados por Jerson Testoni. O clube até chegou a criar chances com finalizações de Alex Sandro e Thiago Alagoano, mas ambas saíram pela linha de fundo. Em seguida, os visitantes não mantiveram a pressão e permitiram que os mandantes retomassem o domínio.

Posteriormente, aos 28′, Paulinho Moccelin cobrou uma falta alçando a bola na área, o defensor do Brusque raspou na bola que sobrou para o zagueiro mandante Joílson cabecear, dar números finais e ampliar a vantagem da Chape na decisão do Catarinense.

https://twitter.com/ChapecoenseReal/status/1303882200216203264

E agora?

Para o jogo da volta, marcado para o próximo domingo (13) às 16h (horário de Brasília), a Chapecoense pode até perder por um gol de diferença que sai do Augusto Bauer com a taça. O Brusque, por outro lado, necessita no mínimo de uma vitória por dois gols de diferença para assim levar a decisão aos pênaltis.

Melhores Momentos

Foto Destaque: Divulgação/Márcio Cunha/ACF

Lucas Stank
Nascido em Florianópolis, Estudo Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina. Sempre gostei de futebol, inclusive dizem que minha palavra dita foi gol

Artigos Relacionados