Centurión em ação pelo Racing

O atacante Ricardo Centurión tem movimentado o mercado da bola na Argentina nas últimas semanas. Isso porque o jogador, que atualmente pertence ao Racing,  atraiu o interesse de diversos clubes após as boas atuações com a camisa do Vélez Sarsfield, time que defendeu, por empréstimo, na última Superliga Argentina. Aliás, um dos interessados no argentino é o próprio Fortín. Além dessa equipe, Boca Juniors e San Lorenzo também surgiram na disputa pelo passe de Ricky para a próxima temporada.

Assim, o presidente do Racing, Víctor Blanco, definiu o preço por Centurión.  A equipe espera receber 5 milhões de dólares pela totalidade de seu passe, não descartando manter alguma porcentagem do jogador. Entretanto, La Academia também poderia aceitar o envolvimento de algum atleta na negociação para amortizar o valor pedido. Sendo assim, quem larga na frente pelo atacante é o Boca Juniors, pois o clube de Avellaneda já demonstrou interesse pelo lateral boquense Leonardo Jara, e os xeneizes estariam dispostos a envolvê-lo na transferência.

Já a proposta do Vélez Sarsfield, a única formalmente realizada, não agradou tanto assim aos Racinguistas. O Fortín ofereceu apenas 1 milhão de dólares por 50% do passe de Centurión, algo muito distante do que pede a diretoria do Racing. Ademais, o desejo de Ricky de voltar a La Bombonera pode pesar a favor do Boca Juniors nessa negociação. Além disso, o presidente do clube de Avellaneda afirmou que Diego Milito, diretor de futebol da equipe, já teria conversado com Riquelme, vice-presidente do Boca, sobre o negócio.

Outro argentino que tem interesse no atacante é o San Lorenzo. Os Cuervos estariam cogitando uma transferência por empréstimo, que não agrada ao Racing, já que deseja negociar o atleta em definitivo. Entretanto, nas últimas horas, o Ciclón teria avançado nas negociações e promete não desistir tão fácil de Ricardo Centurión. A última opção seria que o jogador seguisse em La Academia, mas o cenário não é visto com bons olhos por ninguém em Avellaneda, por conta de seus desentendimentos com Víctor Blanco e Diego Milito.

A PASSAGEM DE CENTURIÓN PELO BOCA JUNIORS

Após a passagem apagada pelo São Paulo, o atacante argentino reencontrou o bom futebol em La Bombonera. Pelo Xeneize, foram 22 partidas e oito gols marcados. Mesmo com pouco tempo de clube, Ricardo Centurión deixou saudades. A torcida boquense sentiu uma grande identificação com o atleta, que encantava a todos com seus dribles desconcertantes e seu enorme esforço em campo. A moral foi tanta que, por um período, o jogador chegou até mesmo a usar a lendária camisa 10 azul e amarela.

Confira alguns lances de Ricky pelo Boca Juniors:

Foto: Divulgação/Twitter/Racing Club

Avatar
Odilon Santiago
Tenho 19 anos de sonho e de sangue e de América do Sul. Apaixonado pela escrita e pelo futebol, sobretudo naquele que é praticado em canchas latinas, com muito papel picado, catimba e cachorro invadindo o gramado. Um tango argentino me vai bem melhor que um Blues. Jornalista em formação pela Universidade São Judas Tadeu.

Artigos Relacionados