Censura! Jogadores estão sendo vigiados nas redes sociais

- STJD sinaliza possíveis punições aos jogadores que usarem as redes sociais para reclamar sobre as arbitragens

As primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro 2018 estão sendo marcadas por diversos erros de arbitragem, mostrando uma grande fragilidade no preparo destes profissionais. E voltando o assunto: necessidade da profissionalização dos juízes de futebol.

Com os erros frequentes, os jogadores estão se irritando e usando as redes sociais para desabafar e expor esse problema. E de olho neste aumento de postagens nas redes sociais sobre os erros, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) vem analisando os comentários publicados nas contas pessoais no Facebook, Instagram e Twitter nas primeiras rodadas do Brasileiro e pode denunciar os reclamões, como informa seu presidente.

“O STJD está ciente desses acontecimentos e já estamos analisando os casos para oferecimento de denúncias”, diz Ronaldo Piacente, presidente do STJD, ao Estado.

Este tipo de pressão, por parte do STJD, já vinha acontecendo. Após alguns jogos, alguns jogadores usavam os microfones de algumas emissoras de TV para desabafar e com tamanha repercussão, os procuradores eram notificados e acionavam os clubes, pedindo esclarecimentos sobre as falas.

Lance que o arbitro Igor Benevenuto apontou impedimento de Antônio Carlos e anulou um gol no último lance do jogo (Foto: Instagram Felipe Melo)

Depois que os jogadores perceberam que as entrevistas dadas para os meios tradicionais tinham grande repercussão nos tribunais, eles migraram para a internet. E os comentários estão se tornando cada vez mais comuns na redes. No último fim de semana, por exemplo, o volante Felipe Melo, do Palmeiras, foi irônico ao comentar a atuação do trio de arbitragem no empate por 0 a 0 com a Chapecoense, no Allianz. O árbitro Igor Benevenuto apontou impedimento de Antônio Carlos e anulou um gol no último lance do jogo, mas as câmeras de transmissão apontaram posição legal.

“Mostre o impedimento do Antônio Carlos e ganhe uma camisa do Palmeiras”, disse Felipe Melo.

O São Paulo também foi vítima dos erros da arbitragem. O zagueiro Arboleda reclamou sobre a arbitragem de Rodolpho Toski Marques no empate entre Fluminense e São Paulo, no Maracanã, Rio.

Postagem de Arboleda no Instagram. Foto: Instagram/Arboleda

“Como pode ser possível um árbitro não marcar uma falta dessas, não prejudique o trabalho”, escreveu o equatoriano do São Paulo em sua conta no instagram.

Essa forma de protesto também foi usado pelos clubes em seus perfis nas redes sociais. O América-MG fez uma postagem bem-humorada, referente a arbitragem contra Atlético-MG pelo Estadual. A referência para brincar foi o programa Fantástico, da Rede Globo.

“Três erros decisivos contra o mesmo time também valem música? É ou não é fantástico”, escreveu o clube.

Este tipo de postura tomada pelo STJD também foi utilizada no passado. Neymar afirmou que teve seu Twitter utilizado por um assessor que teria postado:

“Juiz ladrão vai sair no camburão”. Ele se livrou da suspensão do STJD, mas foi multado em R$ 15 mil.

O Superior Tribunal vê nos comentários uma tentativa de intimidação à arbitragem. Esse seria o problema da manifestação.

“Analiso essa questão de forma preocupante, pois é nítida a intenção de pressão sobre a arbitragem com comentários e críticas muitas vezes infundadas e com interesse de justificar eventual má atuação do clube ou do atleta em campo”, diz o presidente Ronaldo Piacente.

O atual goleiro e titular do Palmeiras, Jailson, já sofreu com essa vigilância. Durante sua entrevista sobre o pós jogo contra o Corinthians, procuradores do STJD solicitaram esclarecimentos sobre seu tom durante a entrevista.

“Sei que posso ser punido, mas passaram a mão de novo aqui dentro, todo jogo é assim”, disparou.

Dias depois o Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) determinou a suspensão dele por três partidas.

O clube, então, resolveu se desdobrar para amenizar a punição. Inicialmente, o atleta ficou um jogo fora, até o Palmeiras conseguir efeito suspensivo.

 

Diego Monteiro

Sobre Diego Monteiro

Diego Monteiro já escreveu 66 posts nesse site..

Jovem jornalista apaixonado por futebol, música e resenha boa. Sou paranaense na terra da garoa. Alguns dizem que sou doido, mas doido é quem me chama. De loucura e razão, todos nós temos um pouco.

BetWarrior


Poliesportiva


Diego Monteiro
Diego Monteiro
Jovem jornalista apaixonado por futebol, música e resenha boa. Sou paranaense na terra da garoa. Alguns dizem que sou doido, mas doido é quem me chama. De loucura e razão, todos nós temos um pouco.

    Artigos Relacionados

    Topo