Celso Barros volta alfinetar Mário e revela que já teve Covid-19

Na última segunda-feira (18), o vice-presidente do Flu, Celso Barros, voltou a fazer publicações polêmicas. Igualmente das últimas vezes, o cartola do clube atacou o presidente, Mário Bittencourt, e disse que já teve Covid-19. Em primeiro lugar, Celso contou que estava proibido de aparecer no CT Carlos Castilho, em dezembro. Antes de tudo, vale lembrar que nessa época Mário testou positivo para coronavírus. Por conta disso, em tese, quem assume é o vice. Mas, Celso está afastado desde novembro de 2019.

O vice-presidente lembrou do caso do Avaí, que teve Valdívia infectado mas só soube no intervalo do jogo. Por conta disso, ele quer mais transparência entre os clubes e a Confederação Brasileira de Futebol. Em primeiro lugar, o Fluminense teve surto de Covid-19 no elenco no ano passado. Sendo assim, metade dos jogadores profissionais já tiveram a doença.

Por fim, não é a primeira vez que Celso Barros posta algo polêmico. Nos últimos meses, o vice-presidente, que está afastado, vem fazendo publicações duras contra Mário. Além disso, também questionou o trabalho do Marcão. E que se dependesse dele, o Fluminense teria Lisca Doido ou Ariel Holan como treinadores do clube.

https://twitter.com/NETFLU/status/1349407305213890560

Publicação do Celso Barros

Hoje o jornalista Ancelmo Gois publicou que o jogador Valdivia no jogo entre o Avaí e o CSA estava contaminado com a COVID-19. Ele jogou todo o primeiro tempo nesta situação e no intervalo chegou a comunicação e ele foi retirado do jogo.

Então eles fazem criticas sobre o chamado “protocolo seguro” da CBF.

Há alguns dias atrás eu fiz um post a respeito deste problema e solicitava que a CBF informasse o número de jogadores, integrantes de comissões técnicas e dirigentes que já foram contaminados.

Inclusive em relação a este problema, na mensagem que eu recebi do presidente, quando ele estava com covid, ele me proibiu de ir ao CT na sua ausência em função deste protocolo seguro. Como se a minha ida fosse contaminar o grupo já quase que totalmente contaminado pela Covid ou na tentativa de me proteger de uma infecção.

Eu hoje tenho exames, realizados em laboratórios de referência, que comprovam que eu tenho anticorpos bem elevados contra a Covid (IgG).

É claro que todos nós temos que continuar mantendo a higienização das mãos, uso de álcool gel, uso de máscaras e evitarmos aglomerações.

Ele fica tão apavorado com a minha presença que chegou até a falar em reinfecção, como se fosse um grande cientista e eu não fosse médico que tenho estudado muito sobre a doença.

Quanta falácia presidente…”

Foto Destaque: Lucas Merçon/Fluminense

Gabriel Gonçalves
Formado em jornalismo, escolhi esse caminho pois gosto de contar histórias para as pessoas. Apaixonado por esportes, agradeço ao meu avô por ter colocado o futebol na minha vida.

Artigos Relacionados