Na última semana, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou a atualização do Ranking Nacional de Clubes de Futebol Feminino. O Estado do Ceará tem quatro representantes na lista, sendo estes Ceará, Caucaia, São Gonçalo e Fortaleza.

De acordo com a lista, dentre as equipes representantes do estado, o Alvinegro lidera a classificação na 37ª colocação, com 2448 pontos. Enquanto que o Caucaia é o que fica mais próximo, ocupando a 46ª colocação, com 1948 pontos. Já o principal rival do Vozão, o Fortaleza apareceu pela primeira vez na lista e possui 1340 pontos, na 55ª classificação. E, por último, vem o São Gonçalo, no 77º lugar, com 696 na pontuação.

Diante disso, o coordenador de futebol feminino, Rodrigo Rocha falou com orgulho da trajetória do time com a categoria:

“Depois de 10 anos a gente teve a retomada do Futebol Feminino, em 2018. No início era tudo uma aposta. Juntamos algumas pessoas com experiência na modalidade e, logo no primeiro ano, fomos Campeões Cearense e, com isso, garantimos vaga na Série A2 do Campeonato Brasileiro”.

Além disso, Rocha ressalta que planejamento e investimento foram fundamentais para alcançar essa posição no ranking.

“Hoje, afirmamos que o futebol feminino no Ceará é uma realidade. De 2018 pra cá, nós triplicamos o investimento, pois teríamos mais visibilidade, devido ao aumento de demanda e campeonatos. E foi o que aconteceu. Ganhamos o Cearense Sub-20, o profissional, além de termos ficado em 6º colocado na Série A2. Tudo isso é fruto de estudo e estrutura”.

Como resultado da soma dos pontos das quatro equipes, a Federação Cearense de Futebol (FCF) ocupa a 12ª colocação entre as federações, contabilizando 6432 pontos. Sendo, portanto, a segunda federação nordestina mais bem colocada.

Preparação do Ceará para Série A2

Enquanto isso, as Meninas do Vozão seguem em preparação de olho na temporada de 2021. A equipe passou por avaliação física na semana passada e já treina sob comando do novo treinador Jorge Victor, que será apresentado oficialmente em coletiva guiada na tarde desta quarta-feira (7). Mas que já está tendo seu trabalho reconhecido. A zagueira Karen elogiou a nova metodologia:

“É um cara que já tem experiência e isso é muito importante. Já tem um olhar diferenciado. A forma como ele trabalha engrandece e valoriza muito a gente como atleta”.

A Série A2 do Brasileirão Feminino terá início no dia 16 de maio. Mas a CBF ainda deve divulgar a tabela básica da competição.

Foto destaque: Divulgação/Pedro Chaves/Ceará SC

Avatar
Larissa Lisboa
O esporte sempre foi muito presente na minha vida, assim como a leitura e a escrita. Ser mulher no meio esportivo não é uma tarefa fácil. Por isso, um dos meus grandes objetivos é mostrar que entendo de esporte tanto quanto eles. Com a Educação Física, ganho muito conhecimento dos esporte em si, e com o jornalismo tenho a liberdade e a oportunidade de ser porta-voz do nosso esporte e, principalmente, dos nossos atletas. Sou uma pessoa centrada, perfeccionista e que sempre doa o máximo em cada projeto. Também sou um pouco sonhadora, mas sempre com um pé no chão. Sou amante das artes, cultura geek e um bom livro acompanhado de um cafezinho. Meu objetivo é nunca deixar de evoluir. Diante disso, já fui parte da equipe dos Torcedores, onde dei meus primeiros passos no jornalismo esportivo. Atualmente faço parte do time de colunistas do Rainhas do Drible, escrevo sobre atletismo na Rádio Poliesportiva e me junto ao Futebol na Veia, com o objetivo de somar a equipe e dar maior visibilidade ao Futebol Feminino, sendo setorista do Ceará.

Deixe uma resposta