CBF estabelece mínimo de atletas saudáveis

- Federação determina número de jogadores para realização das partidas no Brasileirão
CBF

A CBF, reuniu em videoconferência, representantes da Série A do Brasileirão. Assim, apresentou o número mínimo de 13 atletas não infectados para que ocorra as partidas. Além disso, foi abordado o retorno do público aos estádios. Entretanto, isso só vai acontecer se os governantes dos estados concordarem. Sobre a data e a quantidade de pessoas, ainda não foi definido.

Um dos temas principais da reunião, foi a quantidade de jogadores infectados. Antes de tudo, foi determinado o mínimo de 13 atletas para realizar as partidas. Logo depois, a CBF apresentou o aumento de inscrições no Campeonato Brasileiro Série A. A proposta foi de 40 para 50 atletas. A grande maioria dos participantes, concordaram com essas decisões.

A CBF, ainda esclareceu os critérios usados para o adiantamento de partidas no Campeonato. A entidade explicou aos clubes, que vem analisando uma forma objetiva de avaliar os pedidos. Levando em consideração: número de atletas infectados, atletas inscritos e número de jogadores disponíveis. Além disso, o máximo de inscrições para cada competição. Tudo isso com base nos respectivos regulamentos.

Esse é o caso do Flamengo, que pediu para adiar a partida de domingo (27). O jogo será contra o Palmeiras às 16h (horário de Brasília). O time carioca, confirmou 16 infectados pela COVID. Assim, o clube entrou com pedido junto ao STJD. Porém, tanto a CBF quanto o STJD negaram o pedido. Visto que, a Série A só teve um jogo cancelado por conta da pandemia, Goiás x São Paulo. Ainda na primeira rodada e faltando 10 minutos para o início da partida.

Foto Destaque: Divulgação/CBF

Viviane Ramos

Sobre Viviane Ramos

Viviane Ramos já escreveu 16 posts nesse site..

Sempre gostei da comunicação, desde pequena as brincadeiras já eram voltadas nesse seguimento. Quando tive a oportunidade de entrar no mundo do jornalismo descobri que era isso mesmo. No primeiro ano de faculdade comecei o estágio na TV MS Record, depois de dois anos de casa mudei para TVi Band, onde fiquei mais dois anos, ambas filiais em Campo Grande MS. Já formada trabalhei como produtora e editora no SBA (Canal do Boi) e na sequência migrei para a Assessoria de imprensa, mas foi na mudança de cidade que descobri que poderia seguir o sonho de cobrir esportes, atualmente faço MBA em Jornalismo Esportivo.

BetWarrior


Poliesportiva


Viviane Ramos
Viviane Ramos
Sempre gostei da comunicação, desde pequena as brincadeiras já eram voltadas nesse seguimento. Quando tive a oportunidade de entrar no mundo do jornalismo descobri que era isso mesmo. No primeiro ano de faculdade comecei o estágio na TV MS Record, depois de dois anos de casa mudei para TVi Band, onde fiquei mais dois anos, ambas filiais em Campo Grande MS. Já formada trabalhei como produtora e editora no SBA (Canal do Boi) e na sequência migrei para a Assessoria de imprensa, mas foi na mudança de cidade que descobri que poderia seguir o sonho de cobrir esportes, atualmente faço MBA em Jornalismo Esportivo.

    Artigos Relacionados

    Topo