CBF - Brasileirão

Na última sexta (24), a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) divulgou as diretrizes técnicas para o retorno dos jogos do Brasileirão. Este documento, possui 60 páginas e contém todos os protocolos de segurança que devem ser tomados frente a pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

Todas as medidas implementadas regulamentam os conceitos estabelecidos pelo Guia Médico de Sugestões Protetivas Para o Retorno às Atividades do Futebol Brasileiro. Assim, os jogos retornam sem público, qualquer mudança feita será comunicada para que os ajustes necessários sejam realizados.

O documento divulgado informa e esclarece todos as medidas e protocolos que devem ser seguidos e aplicados na competição. O reinício dos jogos segue as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde do Brasil. Sendo assim, a retomada terá um limite de 300 pessoas no estádio. Dessa forma, “as partidas serão realizadas com acesso restrito ao campo e vestiários”, limitado apenas aos funcionários, atletas, comissão técnica, arbitragem, delegados e equipe do controle de dopagem.

Medidas adotadas pela CBF

Antes de cada rodada das competições, será realizado o exame (PCR) tanto nos atletas quanto nos técnicos. Todos os testes são encaminhados à Comissão Médica, contendo uma relação com os nomes jogadores, da comissão técnica, e dos resultados obtidos. Aqueles que tiverem resultado positivo são descredenciados.

Os jogadores devem entrar em campo sozinhos, com a distância de um metro entre cada atleta. Ademais, o cumprimento tradicional não irá ocorrer. Já nos jogos, cada clube poderá fazer até cinco substituições, respeitando o máximo de três em cada partida.

O diretor de Competições, Manoel Flores, ressaltou: “A roda do futebol volta a girar, mas em um contexto inédito. Estamos tomando o máximo de precaução para prezar pela saúde e segurança de todos os envolvidos, dentro e fora do campo”. 

Foto destaque: Divulgação/Confederação Brasileira de Futebol

Avatar
Lílian Santos
Oi, me chamo Lilian, tenho 20 anos, sou nordestina e estudo Jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas. Sou apaixonada pela leitura, gosto muito de escrever e me comunicar. Pensando nisso foi que escolhi a área do jornalismo para atuar.

Artigos Relacionados