Cavani na Roma? Rádio uruguaia diz que é possível (Foto: Reprodução/Getty Images)

Com o anúncio de que o Paris Saint-Germain não irá renovar com Edinson Cavani, o nome do jogador passou a ser visto com bons olhos por várias equipes ao redor do mundo. Atlético de Madrid, Inter de Milão e até mesmo clubes da América do Sul demonstraram interesse em contar com o atleta. Nesta sexta-feira (26), a rádio uruguaia “Sport890”, apontou que a Roma também surge como um possível destino do atacante de 33 anos.

Segundo o jornalista Gonzalo Ronchi, Cavani recebeu uma oferta da equipe da capital italiana e estaria analisando os termos. A proposta seria a melhor, em termos econômicos, recebida pelo atleta por clubes europeus. No entanto, o site “RomaPress” afirma que dirigentes Giallorossi negaram que o clube tenha feito uma proposta para o atacante uruguaio.

Caso seja confirmada a oferta e Cavani aceite, essa seria a segunda passagem pelo jogador na Itália, já que entre 2007 e 2013, o atacante atuou por Palermo e Napoli, antes de se transferir para o PSG, onde se tornou ídolo e o maior artilheiro da história do clube parisiense.

A PASSAGEM DE CAVANI PELA ITÁLIA

Contratado pelo Palermo, em 2007, junto ao Danúbio-URU por 5 milhões de euros, Cavani chegou à Itália com apenas 19 anos. A contratação se deu após o atacante se destacar no sul-americano sub-20 daquele ano. Pelo clube rosanero, foram 117 jogos e 37 gols marcados. Dessa forma, o atleta chamou a atenção do Napoli, que anunciou a contratação logo após a Copa do Mundo de 2010.

Pela equipe de Nápoles, Cavani ganhou ainda mais destaque. Foram 138 jogos e 104 gols marcados, o que faz com que, mesmo após deixar o clube em 2013, o uruguaio seja, até hoje, o 5° maior artilheiro da história dos Gli Azzurri. Além disso, na temporada 2012/13, o atacante foi o artilheiro máximo da Serie A, com 29 gols.

Após os anos de sucesso no Palermo e no Napoli, e contando com a artilharia alcançada no Campeonato Italiano, Cavani atraiu interesse do Paris Saint-Germain que abriu os cofres para levar o uruguaio para a França.

Foto Destaque: Reprodução/Getty Images

Renan Liskai
Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Artigos Relacionados