Carta ao Felipão

- E aos torcedores do Palmeiras

Caro Felipão,

Se ainda nessa vida me dessem a ousadia de poder te fazer um pedido que fosse eu diria: vira esse jogo.

Se eu pudesse ao menos olhar bem dentro dos seus olhos, eu diria: vira esse jogo!

Ser torcedor é a melhor pior coisa do mundo. Passamos os dias num looping eterno, fazendo contas para saber se seremos campeões. Nas minhas contas, ao invés de somar três, só penso em 90. De 90 minutos que ainda teremos pela frente. De mais de 90 mil (ou milhões) de olhinhos atentos que estarão no Allianz ou em frente à TV esperando por ti, esperando que você vire esse jogo, com a mágica com que virou a chave dessa mesma equipe do Palmeiras.

Se me dessem cinco minutos de conversa contigo, Felipão, eu te diria para deixar os nossos meninos jogarem. Para fazer com que cada palavra de rival ou até mesmo as que saíram de uma boca Argentina se torne uma motivação. Para que eles joguem por nós, que estamos aqui sofrendo com eles.

Eu iria te pedir para você pedir para eles virarem esse jogo.

Escale os nossos melhores jogadores e deixe que eles sejam os melhores. Que Weverton possa ter um pouco de São Marcos.  Que Maike, Luan, Gomez e Barbosa sejam a nossa defesa que ninguém passa. Que Felipe Melo faça o melhor jogo de sua vida. Que a estrela de Bruno Henrique brilhe mais forte do que já vem brilhando, desde aquela entrada maldosa no peito. Que Moisés abra o mar azul. Que Willian faça o que faz de melhor. Que Dudu se identifique com o Edmundo.  E que o Borja mostre por que merece ser o artilheiro da competição. Que a raça de 99 esteja com cada um em 2018, que quase 20 anos depois possamos gritar de novo.

Faz pela gente, pela história do Palmeiras e pela sua história com o Palmeiras. Você merece mais. Você merece o mundo com a gente. O mundo merece o alviverde imponente. Precisamos tirar da garganta aquele grito de campeão que está guardado.

Felipão, não existe ateu quando seu time está na semi final de uma libertadores, perdendo por dois gols de diferença para um Boca Juniors.

É chegada a hora, não só da virada, mas da vingança. Esses mesmos carrascos argentinos já nos deixaram para trás uma vez. Não podem fazer isso de novo.

É difícil. Jamais impossível. Mas vira esse jogo!

Valéria Contado

Sobre Valéria Contado

Valéria Contado já escreveu 169 posts nesse site..

Eu sou a Val Contado, finalmente jornalista (uhul!), apaixonada por futebol há 24 anos, desde quando meu pai colocou em mim o uniforme do nosso time do coração. Adepta da arte da resenha, falar e respirar futebol é o que eu mais gosto de fazer.

BetWarrior


Poliesportiva


Valéria Contado
Valéria Contado
Eu sou a Val Contado, finalmente jornalista (uhul!), apaixonada por futebol há 24 anos, desde quando meu pai colocou em mim o uniforme do nosso time do coração. Adepta da arte da resenha, falar e respirar futebol é o que eu mais gosto de fazer.

    Artigos Relacionados

    Topo