Na abertura da 14ª rodada do Campeonato Inglês, o Cardiff recebeu o Wolves, e venceu de virada por 2 x 1, e por enquanto, sai da zona de rebaixamento e aguarda o restante da rodada para saber se mantém sua posição. O segundo gol da equipe mandante foi um golaço.

1º TEMPO

O primeiro tempo foi fraco, diferentemente do que o Campeonato Inglês apresenta, mesmo em jogos com equipes “menores”. No total foram 32 chutes ao gol, porém só sete foram em direção ao alvo. O Wolves finalizou quatro vezes na meta, e em uma delas saiu o primeiro gol da partida. Aos 18 minutos, após encantei, a bola sobrou para Doherty abrir o placar e dar esperança para seus torcedores, que já não viam uma vitória tem cinco partidas. O jogo continuou truncado, com poucas chances de gol. Mesmo com João Moutinho e Rúben Neves, jogadores lúcidos no meio campo, o Wolverhampton não conseguia fazer boas jogadas, e deixou Amada Traoré, passando fome no ataque.

2º TEMPO

Na segunda etapa, mesmo sem qualidade, ou jogadas trabalhadas, os mandantes foram para cima na base do “abafa”. Com muitas dificuldades na criação, e dependo muito de Patterson, apelidado de o ” bigodudo escocês” a equipe criou pouco. Mas de tanto martelar, o primeiro gol saiu. Aos 20 minutos da segunda etapa, Gunnarsson empatou o confronto, agitando o seu torcedor, que urrava por uma vitória, para sair da zona de rebaixamento, mesmo que momentaneamente. E o gol da vitória saiu e foi um golaço. Aos 32 minutos, em um cruzamento errado e após um bate e rebate a bola sobra pro Hoilett e de uma forma muito parecida com o brasileiro Coutinho ele coloca a bola no ângulo sem chance para o Rui Patrício.

Final de jogo!

E AGORA?

Com o resultado, o Cardiff sai momentaneamente da zona de rebaixamento e figura na 15ª posição com 11 pontos. Já o Wolves acumula seis jogos sem vitória a continua na 11ª colocação com 16 pontos, podendo ainda ser ultrapassado e cair na tabela do inglês.

Alexsander Vieira
https://bit.ly/3nAiB4l

Artigos Relacionados