Captain Tsubasa

Em meados da década de 80, houve-se um tempo onde o futebol era algo incógnito no Japão. Desse modo, pode-se dizer que, se nos dias atuais o esporte é um dos principais entretenimentos do país, parte dessa popularidade se deve, pela curiosidade de toda uma geração que passou a aprecia-lo, através de ídolos imaginários. Posteriormente, a partir de leituras de mangás, o fenômeno da cultura pop em quadrinhos criou um grande sucesso futurístico no Terra do Sol Nascente, assim dando um impulso ao ludopédio, até então pouco praticado no país.

A história de Õzora Oliver Tsubasa, um menino prodígio que vivia uma saga em busca do sonho em se tornar o maior craque do futebol japonês, tinha o enredo perfeito. Simultaneamente, encantou crianças e adolescentes daquela época. A princípio, a narrativa começa com Oliver ainda criança, descobrindo sua paixão pelos gramados. E no decorrer dos 141 episódios, acompanhamos o crescimento do garoto, junto a todo uma trajetória de aventuras e desventuras na busca de seu objetivo. Toda essa utopia, é desenhada em centenas de versões e é popularmente denominada, CaptainTsubasa, ou SuperCampeões, comumente conhecida no Brasil.

ENREDO

No inicio de sua caminhada, Oliver de apenas 12 anos, se muda para a pacata cidade de Natkatsu, onde ocasionalmente, começa a jogar no Nankatsu F.C. Nesse ínterim, como precisava demonstrar toda sua habilidade e talento para se destacar, o garoto acaba que por conhecer amigos, que durante o trajeto lhe auxiliam nos bambúrrios da história. Entre eles, Roberto Hongo, um ex-jogador brasileiro, viciado em álcool que encontra em Oliver, a chance de se reerguer na carreira e consequentemente buscar um novo ressalto na vida. Durante o cursor, Hongo lhe ensina diversas técnicas de aprimoramento no futebol.

Eventualmente, ambos acabam que por viajar ao Brasil, em busca de consolidação profissional. No país, Oliver assina contrato com o São Paulo, onde mais tarde conquista alguns títulos e se consolida no esporte em um todo, chegando a ter passagens pela Europa, como no italiano Milan. Todavia, o menino vive toda uma trajetória em busca de apenas um propósito, voltar e fazer do Japão um Campeão Mundial. Com todo o sucesso de seu prodígio, Hongo é convertido a treinador da Seleção Brasileira Juniors e durante uma conversa descontraída, os dois amigos almejam se cruzarem no Campeonato Mundial de Clubes.

ADAPTAÇÕES DIVERSAS

Apesar de receber diversas adaptações pelo mundo e existir uma certa confusão entre as diferentes temporadas do desenho, a obra é originalmente denominada Captain Tsubasa. Suas incontáveis versões, trazem também suas variáveis moldagens, algumas focando na infância de Oliver e outras em sua trajetória em times famosos. No Brasil é popularmente conhecida como Super Campeões. Enquanto pelo mundo, atende por Samurai Fighter, Super Soccer Boy e King of Soccer, entre outros.

Interinamente, não somente o título da história recebeu alterações, pois com o sucesso dos quadrinhos, adaptações para o audiovisual se fizeram presentes, sendo uma das mais famosas convertidas pela FIFA. Na versão, os primeiros episódios foram resumidos e em seguida complementados como parte da Copa do Mundo FIFA Sub-20 de 1979, realizada no próprio Japão.

Contudo, a qualidade desta série em termos de desenho, é melhor, visto que, os episódios são mais curtos sem fugir da contextualização. Em suma, são 47 capítulos, onde nos primeiros 33, conhecemos a história de Oliver, em versão resumida e exata. Simultaneamente, do 35 ao 47, a revelação de novos personagens, compõem a fase que também transmite o fim de São Paulo x Flamengo. Além do surgimento dos Sete Verdadeiros, e as eliminatórias para a Copa da Ásia de 1980

No Brasil, sua estréia foi ao ar na antiga TV Manchete. Seus temas musicais originalmente denominado Fighting   e Otoko Daro, foram adaptados para o português como Somos os Super Campeões. A trilha sonora ganhou formatos de vinil e fitas cassete. Recentemente, a obra teve seu remake comprado pela Cartoon Network América Latina, onde consequentemente, passou a ser transmitida em seu canal brasileiro.

ÊXITOS

Toda a série Captain Tsubasa, foi uma inspiração criada pelo desenhista YõichiTakahashi. No inicio, durante oito anos foi publicada em capítulos semanais. A principio, era algo desconhecido pela maioria da população japonesa. Eis que uma revista de quadrinhos chamada Shūkan Shōnen Jump, traduzida para o português em Pulo Semanal para Meninos, passou a publicar a história por todo Japão.

Primordialmente somando 5.300 páginas, a obra de Captain Tsubasa, atingiu toda uma geração que conhecerá o futebol a partir da leitura. Estimava-se que cerca de seis milhões de crianças e adolescentes acompanharam a história naquela época. Em suma, todo uma geração de futuros jogadores profissionais japoneses cresceram se inspirando nas aventuras do menino Oliver Tsubasa.

Avatar
Karine Gommes
Se o céu é o limite, então voe, irmão! Sou jornalista em formação do 7° semestre pela Universidade Cruzeiro do Sul. O jornalismo surgiu em minha vida, quase que simultaneamente, com a minha paixão por esportes. Necessitava viver aquilo. Assim, fui atrás. Conforme conhecia o profissão, pude visualizar quão ampla é. Apesar de ser apaixonada por esportes, eu quero vivenciar todas as vertentes que o jornalismo me proporcionar. Estou aqui para fazer jus ao meu grande sonho. Prazer, sou Karine Gommes ;)

Artigos Relacionados