Capitão segue fora

Miranda não treina e Marquinhos continua na equipe titular.

A Copa América Centenária tem sido um pesadelo para o técnico Dunga, se já não bastasse a forte pressão dos torcedores para a sua saída, o comandante convive com várias baixas desde o início da competição. Com seis jogadores cortados, atentados de violência, próximo ao local de treinamento e até fenômenos naturais, o treinador segue lutando e  quebrando a cabeça para montar o time ideal.

O zagueiro Miranda,um dos mais experientes do elenco, e que herdou a braçadeira de capitão com a ausência do craque Neymar, vai desfalcar a equipe em mais uma partida. O jogador que antes do início da competição quase foi cortado por uma lesão, continuou com o grupo, e a comissão técnica cogitou a sua volta para a partida diante do Haiti, mas o jogador voltou a sentir e nem foi a campo no último treino antes da partida. Com isso, Marquinhos segue no time titular ao lado de Gil, repetindo a dupla formada no empate sem gols contra o Equador, em partida válida pela primeira rodada do grupo B.

 Mesmo com alguns jornalistas e comentaristas brasileiros pedindo por mudanças na equipe titular, o técnico Dunga deve repetir a equipe da primeira partida. A seleção brasileira entra em campo nessa quarta-feira contra o Haiti, às 20:30(Horário de Brasília), no estádio Flórida Citrus Bowl, buscando a primeira vitória na competição. Após o empate na estréia, a seleção ocupa o segundo lugar do grupo, com um ponto ganho.

Legenda : Com ausência de Miranda, jovem Marquinhos(esq) segue no time titular
(Foto: Fox Sports)

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Rodrigo Madureira
Sou o Rodrigo, tenho 24 anos e sou aluno de jornalismo da Faculdade Pinheiro Guimarães, atualmente estou no 5º período, e sou um apaixonado por futebol. Tenho com alguns amigos da faculdade um programa esportivo chamado Footbeer, falamos de futebol, mas de uma maneira mais descontraída, o programa é ao vivo às terças e quintas, das 18:00 até às 19:00 , na Rádio Pop Rio FM 98,7. Rádio comunitária do Catete, mas com freqüência por toda a Zona Sul da cidade. Até o ano passado tínhamos o domínio de um site do próprio Footbeer, mas abrimos mão do domínio e decidimos focar mais nas redes sociais. Temos Twitter, Facebook, Instagram, entre outras. Atualmente estamos trabalhado com a possibilidade de um canal no Youtube, e vejo essa oportunidade de escrever para o Futebol na Veia como uma excelente oportunidade de crescer profissionalmente, e o mais importante que trabalhando com o que gosto.

    Artigos Relacionados

    Comments are closed.

    Topo