Capital x Interior: duelo das quartas do Paulistão

Três dos times da capital paulista e três times do interior já estavam garantidos nas quartas de final do Campeonato Paulista quando entraram em campo neste domingo, às 16h, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista. Palmeiras e São Bernardo garantiram suas vagas apenas ontem e completaram a lista dos oito times que avançaram na competição.

Os times rebaixados do Campeonato foram Água Santa, Mogi Mirim, XV de Piracicaba, Oeste, Capivariano e Rio Claro. A seguir, veja breves análises dos jogos de ontem e as próximas partidas.

Corinthians

O Corinthians fechou a primeira fase da competição como melhor campanha: foram 15 jogos, 11 vitórias, 2 empates e apenas 2 derrotas, somando 35 pontos. No jogo de ontem contra o Novorizontino, o Timão fez 3×0 com grande atuação de Fagner, que vem suprindo a falta de um meio-campista a lá Renato Augusto. Tite, mais uma vez, aproveitou a boa fase do lateral direito, colocando-o à linha dos meio-campistas, e abrindo espaço para mais chances ofensivas.

O Corinthians entrou em campo com o famoso 4-1-4-1 de Tite, com Walter, Fagner, Balbuena, Yago, Uendel; Bruno Henrique, Danilo, Elias, Guilherme e Romero; Luciano. Nesta formação, Fagner jogou mais adiantado e participou de jogadas pela direita junto de Elias e Danilo, quando conseguiu marcar dois gols (aos 40 do primeiro tempo e aos 2 do segundo). O terceiro gol ficou por conta de Alan Mineiro (no lugar de Danilo).

Próximo duelo

O Corinthians entra em campo no próximo final de semana em jogo válido pelas quartas de final do Paulista, na Arena Corinthians, contra o Red Bull Brasil, confronto que já estava decidido antes mesmo da rodada.

O RB Brasil é dono da sétima melhor campanha do Paulista, com 22 pontos advindos de 7 vitórias e 1 empate, com ataque marcador de 24 gols. O time de Campinas ainda não completou 9 anos de vida, mas chegou às quartas de final sem perder para os grandes paulistas (empatou contra o São Paulo e ganhou de Palmeiras e Santos). Contra o Corinthians, o RB Brasil só teve um confronto em toda sua história e conseguiu segurar empate por 0x0, na Arena Corinthians.

Palmeiras

O Verdão entrou em campo neste domingo para garantir sua ida à próxima fase do Paulista, quando venceu o Mogi Mirim, agora rebaixado, em performance não entusiasmada e sem muitos dos titulares à disposição do técnico Cuca. O Palmeiras foi o único dos grandes da capital a se classificar apenas na última rodada.

O time entrou em campo sem 7 dos nomes conhecidos da torcida, entre eles os laterais Egídio e Zé Roberto, na esquerda, que tiveram Victor Luís como seu substituto. Arouca, Dudu, Edu Dracena, Cristaldo e Gabriel Jesus completam a lista de desfalques, tanto por veto do departamento médico quanto por suspensão. Desta forma, o time alviverde entrou em campo com Fernando Prass, Jean, Thiago Martins, Victor Hugo, Victor Luís; Gabriel, Matheus Sales, Robinho e Allione; Alcsandro e Rafael Marques.

O jogo não teve grandes atuações e nem entusiasmou a torcida com grandes jogadas, mas um dado muito importante assombra os palmeirenses: o gol do Mogi Mirim aconteceu por pênalti, o terceiro em três jogos do Palmeiras. Os gols do Verdão ficaram por conta de Alecsandro, que se tornou peça-chave nos esquemas táticos de Cuca, e de Barrios, em primeiro lance de jogo, quando entrou no lugar de Rafael Marques.

Próximo duelo

Nas quartas de final, o Palmeiras enfrenta o São Bernardo, em casa, no próximo final de semana. O time do ABC paulista é o sexto na classificação geral, com 23 pontos conquistados (6 vitórias e 5 empates), e também se classificou ontem, após vitória de 1×0 sobre o Água Santa.

O São Bernardo, quando jogou contra os grandes da capital, fez bonito: perdeu apenas para o Corinthians (3×0), mas ganhou do São Paulo (3×1) e empatou com o Santos (1×1). O time é treinado pelo técnico Sergio Soares e está desde 2013 na elite do futebol paulista, mas esta é a primeira vez dessas temporadas que avança às quartas de final. Contra o Palmeiras, em 2015, foi derrotado em casa com gol de bicicleta do zagueiro Victor Hugo.

Santos

O Santos é o segundo melhor time na classificação geral do Paulista. Com 32 pontos advindos de 9 vitórias e 5 empates, o time do litoral coroou sua campanha com vitória ontem, na Vila Belmiro, sobre o Audax, que também já estava classificado antes de a partida começar.

O time de Dorival Júnior entrou desfalcado, com Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe (Ronaldo Mendes), David Braz, Zeca, Léo Cittadini, Rafael Languine, Lucas Lima, Vitor Bueno (Joel), Pato Rodriguez (Serginho) e Ricardo Oliveira, que teve o papel de “garçom”, ao invés de goleador, como costuma ser. No lance do primeiro gol, o atacante ajeitou bonito para Cittadini empatar o jogo. A apenas dez minutos de acabar, Ronaldo Mendes entrou e viu sua estrela brilhar ao marcar o gol que deu a vitória ao Santos.

Próximo duelo

O São Bento é o próximo adversário do Santos, nas quartas de final, na Vila Belmiro. Segundo da chave e terceiro na classificação geral, com 27 pontos (foram 7 vitórias e 6 empates), o time de Sorocaba jogou contra o São Paulo ontem e garantiu a vitória por 1×0, mesmo com time misto. Além desta vitória, o São Bento enfrentou Corinthians (1×1) e Palmeiras (2×2) e não perdeu, mas, se por acaso, a disputa ficar empatada, o resultado sairá após os pênaltis.

São Paulo

A última rodada da primeira fase do Paulista não acabou bem para o time do Morumbi: ele foi o único a perder neste domingo e acabou em segundo do grupo, não podendo jogar as quartas de final em São Paulo, mas sim em Osasco, casa do Audax, seu próximo adversário.

A equipe de Bauza não vem apresentando regularidade em suas atuações e ontem, contra o São Bento, certamente o resultado não agradou técnicos, jogadores e torcedores. Em uma campanha com nenhuma vitória fora de casa, o SPFC entrou em campo com time misto por conta do jogo no meio da semana contra o River Plate e acabou perdendo. O time da capital jogou com Dênis, Caramelo, Lugano, Lucão, Mena, Thiago Mendes e Wesley; Centurión, Lucas Fernandes, Daniel e Kardec.

O problema de ontem certamente não foi de entrosamento, mas sim de finalização. No primeiro tempo, o São Paulo dominou, mas não conseguiu converter. Na volta do intervalo, o time não conseguiu melhorar, o São Bento conseguiu aproveitar e, aos 10 minutos, fez 1×0 em gol de cobertura após falha de Michel Bastos.

Próximo duelo

Com a derrota para o São Bento, o São Paulo terminou a primeira fase do Paulista em segundo colocado e, por isso, não é o mandante do único jogo das quartas de final, o que não é um bom resultado por conta do retrospecto do time este ano: fora de casa o SPFC ainda não venceu (foram 3 derrotas e 7 empates). A polêmica, então, já começou: o tricolor não quer jogar em Osasco e propôs o Pacaembu para o Audax, que recusou.

O Audax, mesmo sendo derrotado pelo Santos no final de semana, já estava com seu lugar garantido nas quartas de final. Com a marca de 24 pontos na primeira fase (7 vitórias e 3 empates), o time de Osasco ficou na quinta colocação geral e marcou 25 gols no total. Contra outros times da capital, o Audax ganhou do Palmeiras (2×1) e perdeu para o Corinthians (1×0).

Os confrontos

Na manhã desta segunda-feira, a Federação Paulista de Futebol se reuniu com dirigentes de todos os times classificados e decidiu os locais e horários das partidas das quartas de final. Veja como ficaram os confrontos (partida única):

Santos x São Bento, sábado, às 18h30, na Vila Belmiro (Premiere)
Corinthians x RB Brasil, domingo, às 16h, na Arena Corinthians (Globo/Premiere)
Audax x São Paulo, domingo, às 18h30, no José Liberatti, em Osasco (SporTV)
Palmeiras x São Bernardo, segunda-feira, às 21h, na Arena Palmeiras (Premiere)

Avatar

Sobre Marina Bufon Nunes

Marina Bufon Nunes já escreveu 22 posts nesse site..

Marina Bufon Nunes é formada em Linguística, mas a formação da vida a levou a amar e a viver de futebol. O gramado é seu tapete e a arquibancada, seu sofá. Achegue-se nas matérias e comentários, que são tirados de seu (sofrido) coração torcedor.

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Marina Bufon Nunes
Marina Bufon Nunes é formada em Linguística, mas a formação da vida a levou a amar e a viver de futebol. O gramado é seu tapete e a arquibancada, seu sofá. Achegue-se nas matérias e comentários, que são tirados de seu (sofrido) coração torcedor.

    Artigos Relacionados

    Topo