Campeonato Inglês: O equilíbrio dentro do desequilíbrio do futebol europeu

Hoje não existe o equilíbrio na maioria dos campeonatos nacionais de ponta da Europa, na Alemanha sabe-se certamente que o título deverá ir para o todo-poderoso Bayern de Munique, pela quarta vez consecutiva. Na Espanha, só para variar temos a disputa entre Real e Barcelona, fomos iludimos quando o Atlético de Madrid ganhou a Liga Espanhola em 2014, imaginando que poderia haver um pouco mais de equilíbrio em La Liga. Na França, ao que tudo indica o PSG, fará uma grande sequência de títulos, como o Lyon fez entre os anos de 2002 e 2008, sob comando de Juninho Pernambucano e cia.

Na Itália, pelo menos existe uma tentativa de parar a atual tetracampeã Juventus de Turim, além da Vecchia Signora, Internazionale, Roma, Lazio e Fiorentina estão no páreo, pela briga do Scudetto.

Mas o grande campeonato que tem tido um equilibrado grande, é o Campeonato Inglês. Nessa temporada em especial, estamos vendo várias surpresas; o atual campeão Chelsea, tem passando por maus bocados, o Manchester United começou bem, mas está caindo na tabela, e o Liverpool que está no meio da tabela, não é sombra do time de duas temporadas atrás. Porém alguns times medianos tem subindo na tabela, como o Crystal Palace e o recém promovido Watford que estão brigando diretamente com o Tottenham por vaga em competições europeias.

Mas a maior surpresa de todas é o Leicester City, o time que no natal de 2014 amargava a lanterna, hoje encontra-se no G-4 e brigando diretamente pelo título com Arsenal e Manchester City. Os foxxes, não possuem o mesmo poderio financeiro que os rivais, mas estão vivos pela briga do título, graças a experiência do treinador Claudio Ranieri, ao time que é taticamente bem armado e graças à um ataque fulminante, liderado por James Vardy e Riyad Mahrez, autores de 28 dos 37 gols marcados pelo time na temporada.

Nos últimos anos, os fãs que acompanharam a Premier League, viram campeonatos sensacionais e equilibrados de ponta a ponta, em 2012 o Manchester City quebrou um jejum de 44 anos, virando o jogo nos acréscimos. Em 2014 os Reds perderam a chance de quebrar o seu jejum de 24 anos, perdendo jogos cruciais e o City se aproveitou disso e levou o caneco. E nesse ano poderemos ver o Leicester City levantando pela primeira vez o caneco, ou ver a quebra de 12 anos de Jejum do Arsenal, ou ver pela terceira vez em 5 anos os Citzens levando o título.

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Rafael Madjarof
Rafael Madjarof, Estudante de Jornalismo da Metodista, 20 anos. Sou apaixonado por diversos esportes (inclusive o futebol). Sempre pensei em trabalhar na área esportiva, pois desde pequeno acompanhei o esporte, e um dos principais motivos de eu ter decidido fazer o curso jornalismo é de trabalhar na área, também gosto da parte política, mas me considero acima de tudo um Louco por Esportes.

    Artigos Relacionados

    Topo