Campeonato Brasileiro 2015: Resenha

Há uma rodada do fim do torneio, o Brasileirão deste ano premiou os clubes de maior merecimento.

O Corinthians preencheu as lacunas deixadas pelos então titulares Paolo Guerrero, Emerson Sheik e Fábio Santos (sem mencionar o polivalente Petros) e contrariando a maioria da crítica especializada, reformulou-se e conquistou o título de forma incontestável sob o comando de Tite, melhor técnico do campeonato. A espinha dorsal do time, composta por Gil, Elias, Jadson e Renato Augusto também está presente na seleção do Brasileirão.

Atlético-MG e Cruzeiro também tiveram posição de destaque, com o Galo disputando o título de maneira acirrada até o embate contra os alvinegros paulistas no Horto, onde foi derrotado por 3×0 e praticamente enviando o caneco para Itaquera. Já a Raposa, de séria candidata ao rebaixamento á vice-líder do segundo turno do BR-15 só não chegou ao G4 por falta de mais rodadas, e vê a permanência de Mano Menezes em 2016 ameaçada por oferta “irrecusável” da China.

O Grêmio encerra a lista dos times que apresentaram melhor futebol ao longo do torneio. O iniciante técnico Roger Machado conduziu o Imortal á fase de grupos da Libertadores com elenco limitado, apesar de contar com Luan, jovem atacante presente na seleção do campeonato e Marcelo Grohe, goleiro de seleção brasileira. O tricolor gaúcho, inclusive, tem chances de tomar o posto de segundo colocado do atlético-mg nesta última rodada.

Com chances matemáticas de vaga na pré-Libertadores, São Paulo e Inter. O tricolor paulista faz campanha irregular apesar do elenco capacitado, muito por conta dos problemas recorrentes de sua diretoria, mas apesar disso é favorito contra o frágil e já rebaixado Goiás. Correndo por fora, o Colorado tem que fazer a lição de casa contra o Cruzeiro e torcer por um deslize dos paulistas no Serra Dourada.

Na parte mediana da tabela, Santos, Palmeiras, Sport e Flamengo. O peixe, após muito nadar, morreu na praia. Apontado por muitos como time de futebol mais vistoso do Brasil, com Lucas Lima, Gabigol e Ricardo Oliveira em grande fase, o Santos apostou todas as fichas na Copa do Brasil e se deu mal na última quarta-feira contra o Palmeiras, que também oscilou durante todo o campeonato brasileiro. Apesar de classificados, os palmeirenses acabarão o torneio na modesta décima ou décima primeira colocação, muito pouco para um time com investimento tão alto. Os pernambucanos do Sport tiveram início arrasador mas não conseguiram manter o ritmo, enquanto os rubro-negros do Rio tiveram, mais uma vez, péssimo rendimento no ano.

Chapecoense e Ponte Preta realizaram boas campanhas mesmo com orçamento reduzido e permanecem na série A ano que vem, além de disputarem a Copa Sul Americana. Destaque para o lateral direito Apodi e para o volante Fernando Bob, referências dos respectivos clubes.

Na zona da degola, o Vasco concentra todas as forças e esperanças naquele que será o jogo do ano, contra o também ameaçado Coritiba, no Couto Pereira. Ciente da difícil missão, o Gigante da Colina terá que jogar muito para se safar da série B, e caso venha a de fato escapar, continua não merecedor de permanecer na elite do futebol nacional em 2016.

Agora é esperar para ver!!!

Avatar

Sobre Vinícius Deguar

Vinícius Deguar já escreveu 26 posts nesse site..

Jornalista de 23 anos e estudante de Comunicação Social na UNG/SP, escrevo para o Site Futebol na Veia desde novembro de 2015 e sou especializado no núcleo do futebol paulista, cobrindo principalmente o cotidiano dos quatro grandes do estado de São Paulo. Aprendi como um time deve jogar bola vendo o Barcelona holandês-catalão de Cruiff, Rijkaard, Davids, Overmars e cia. limitada. Possuo o futebol em minhas veias desde criança. Contato: viniciusdeguar@aim.com

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Vinícius Deguar
Jornalista de 23 anos e estudante de Comunicação Social na UNG/SP, escrevo para o Site Futebol na Veia desde novembro de 2015 e sou especializado no núcleo do futebol paulista, cobrindo principalmente o cotidiano dos quatro grandes do estado de São Paulo. Aprendi como um time deve jogar bola vendo o Barcelona holandês-catalão de Cruiff, Rijkaard, Davids, Overmars e cia. limitada. Possuo o futebol em minhas veias desde criança. Contato: viniciusdeguar@aim.com

    Artigos Relacionados

    Topo