Baiano - Felipe Oliveira / EC Bahia / Divulgação

Em reunião realizada ontem (8) entre a FBF e os dez clubes que integram o não foi divulgado. No entanto, o objetivo da entidade é que conheçamos o campeão antes de 8 de agosto, pois dia 9 começa o Brasileirão.

O campeonato anunciou sua interrupção no dia 15 de março , após a 7ª rodada da primeira fase, em função da pandemia. Com 15 pontos, o Bahia é o líder isolado. Já a equipe do Jacobina é a lanterna, com apenas um tento conquistado.

Sobre a conciliação com a , o presidente da FBF declarou:

 “A Copa do Nordeste se inicia nos dias 21 e 22, é uma rodada desmembrada, então a gente tem que aguardar a tabela deles para que a gente possa saber o que iremos fazer com a nossa competição. Temos a data como 22 para que a gente aloque os jogos nos estádios e, se preciso for, desmembre a rodada também”

Ricardo Lima ainda complementou:

 “A gente vai fazer de tudo para que isso não aconteça, porque entendemos que houve redução dos elencos, diferente do que aconteceu nas primeiras rodadas do Baiano, quando o Bahia tinha o time sub-23 e aconteceu de jogar no mesmo dia pela Copa do Nordeste e Campeonato Baiano. Hoje, a realidade é totalmente diferente. Sabemos que houve dispensa de atletas e a gente precisa ter essa adequação”

Protocolos para o retorno do Campeonato Baiano

Alguns mandos de campo serão remanejados, tendo em vista os altos índices de COVID em algumas cidades do interior.

“A Federação já enviou ofício a todas as prefeituras e eles agora irão fazer esse procedimento junto aos órgãos competentes para que possam realmente ter a liberação dos estádios. Caso tenha negativa, nós iremos dar opção a eles para remanejamento das partidas”, afirma Ricardo Lima

O protocolo de segurança proposto pela FBF à Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) prevê testagem para COVID-19 em todos os jogadores.

 “O protocolo fala que os atletas têm que ser testados no início da apresentação e 72h antes das partidas para que sejam encaminhados os laudos para a FBF“, pontua o dirigente

Foto Destaque: Felipe Oliveira / EC Bahia / Divulgação

João Lopes
Sempre tive paixão por informar e escrever. Como sempre gostei de futebol e, não sei falar de outra coisa na vida, decidi que trabalharia com isso. Tentei com a bola nos pés, mas não tive um empresário de sucesso...Brincadeiras à parte, com o passar do tempo, percebi que era melhor com a caneta na mão do que com a chuteira no pé.

Artigos Relacionados