Campeonato Argentino: as principais notícias desta semana

- Entre elas, temos o teste negativo de Maradona e a ‘mala branca’ do River Plate para o Colón
Diego Maradona comandando o Gimnasia La Plata no Campeonato Argentino (Foto: Reprodução/Blasting News).

Nesta semana, o Campeonato Argentino esteve muito movimentado com as notícias que antecedem a volta do torneio em setembro. Dessa forma, vale destacar confronto entre River Plate e Boca Juniors, que poderá ocorrer em cinco oportunidades até janeiro. A saber, ainda falando sobre os millonários, o Godoy Cruz cobrou a dívida da equipe em relação a contratação de Fabrizio Angileri.

GODOY CRUZ COBRA DÍVIDA POR ANGILERI

Desde a chegada do lateral-esquerdo em março do ano passado ao time comandado por Marcelo Gallardo, há uma dívida pendente entre as equipes. Assim, diante da crise financeira devido à pandemia, José Mansur, presidente do Godoy Cruz, afirmou que irá recorrer ao pagamento, visto que ainda faltam duas parcelas de 743 mil a serem pagas. Em entrevista à Rádio Continental, declarou que apesar da crise, terão que providenciar o valor para pagá-los.

“Creio que no decorrer desta semana irei falar com os dirigentes do River e de alguma forma eles terão que dar alguma solução.” – disse.

Em seguida, afirmou que o acordo é necessário para a montagem do elenco para a competição nacional que se aproxima, já que apresentou um fraco desempenho na Superliga. Além disso, sugeriu uma mudança no controle financeiro do futebol argentino.

“Vamos precisar de recursos. Com a aproximação do torneio precisamos construir uma boa equipe, viemos de uma má temporada.” – explicou.

“Temos que ver o que está determinado na Comissão de Controle Financeiro a respeito da dívida entre os clubes, que é muito importante e está em discussão. A ideia é que essas sejam canceladas ou refinanciadas para o início do torneio.” – encerrou Mansur.

MARADONA PODERÁ TREINAR NO CAMPEONATO ARGENTINO?

Anteriormente, a equipe do Gimnasia La Plata retornou oficialmente aos treinos. No entanto, seu treinador, Diego Maradona, não poderá acompanhá-los, visto que o ídolo argentino está situado no grupo de risco. Nesse sentido, apesar de testar negativo para o novo coronavírus, na consulta realizada pelo Dr. Leopoldo Luque, médico pessoal do técnico, o diagnóstico inicial é de que permaneça em casa nos primeiros dias de trabalho.

“Não é aconselhável que ele vá neste momento de alta circulação do vírus. Devemos evitar o contágio levando em consideração que ele pode ser um paciente de risco devido à sua idade e histórico.” – concluiu Luque.

FREDDY GRISALES ADMITE ‘INCENTIVO’ NO CAMPEONATO ARGENTINO

Apesar da ‘mala branca’ ainda ser um tabu entre os jogadores, há raras exceções que confessam já ter recebido em algumas ocasiões de sua carreira. Entre eles, temos o Freddy Grisales, ex-jogador colombiano, que afirmou ter recebido dinheiro do River Plate em 2007 quando atuava pelo Colón. Segundo o atleta, os millonários lhe incentivaram a ganhar do Boca Juniors em uma partida válida pelo Apertura. O confronto terminou 1 a 0, com direito a um golaço de Grisales nos acréscimos.

Vencemos o Boca e tínhamos a possibilidade de receber um prêmio extra, mas no futebol é normal que se ofereça dinheiro para ir e ganhar. Eles nunca me ofereceram dinheiro para ir e perder um jogo.” – revelou.

BOCA JUNIORS E RIVER PLATE PODEM SE ENFRENTAR CINCO VEZES

Posteriormente a volta do Campeonato Argentino, há a garantia de que teremos um Superclásico ao menos. Contudo, o confronto pode ocorrer em cinco oportunidades, contando com a Copa Libertadores e uma eventual final de torneio nacional. Pela disputa continental, existe a possibilidade de se enfrentarem duas vezes, caso o chaveamento os coloque do mesmo lado. Todavia, se ambos forem finalistas, teriam um jogo único para ser declarado o campeão.

Ademais, na Copa da Argentina, o clássico aconteceria nas oitavas de final, se ultrapassarem seus adversários dos 32 e 16 avos de final. Entretanto, vale ressaltar o posicionamento de alguns jogadores das equipes, como Carlos Tévez, que afirmou não ser favorável ao retorno das competições.

MATÍAS IBÁÑEZ PRÓXIMO DE ACERTO COM RACING

Após o contato entre Diego Milito e o goleiro neste último sábado, o anúncio oficial está cada vez mais próximo. Assim, o arqueiro chegaria ao time comandado por Sebastián Beccacece com o propósito de novamente defender uma equipe expressiva na competição, visto que já havia defendido o San Lorenzo. Porém, há outro nome ventilado na Academia, trata-se de Manuel Vicentini, paredão do Sarmiento de Junín, que seria uma opção mais nova, com 29 anos.

FERNANDO GAIBOR X INDEPENDIENTE

Atualmente, o Independiente encontra-se em clima de readaptação aos treinos, se preparando para o retorno do Campeonato Argentino e realizando exames médicos. Diante disso, foi notada a ausência de Fernando Gaibor. Em julho, mais especificamente no dia 25, o jogador viajou até o Equador para assinar com o Emelec, mas o fechamento da janela de transferências atrapalhou sua saída. Dessa forma, o atleta só poderia ser integrado aos equatorianos através de uma rescisão contratual.

Na sequência, seus advogados justificaram que Gaibor está livre no mercado por falta de pagamento e irão recorrer a FIFA. Enquanto isso, o Rei de Copas já estava acertando as dívidas pendentes, caso a instituição decida a favor do meia, a equipe pretende processá-lo pela cláusula de rescisão, resultando em mais um capítulo nessa disputa de interesses.

Foto destaque: Reprodução/Blasting News

Caio César Esplugues de Oliveira

Sobre Caio César Esplugues de Oliveira

Caio César Esplugues de Oliveira já escreveu 41 posts nesse site..

Desde minha infância já tinha escolhido o jornalismo como profissão, sentia que poderia ter conhecimento necessário e flexibilidade na comunicação com o público, além de não "passar pano" para erro de pessoas que conheço. Comecei esse ano o curso de Jornalismo, logo após que acabei a escola e pretendo seguir firme e forte nessa carreira ao qual sou apaixonado.

BetWarrior


Poliesportiva


Caio César Esplugues de Oliveira
Caio César Esplugues de Oliveira
Desde minha infância já tinha escolhido o jornalismo como profissão, sentia que poderia ter conhecimento necessário e flexibilidade na comunicação com o público, além de não "passar pano" para erro de pessoas que conheço. Comecei esse ano o curso de Jornalismo, logo após que acabei a escola e pretendo seguir firme e forte nessa carreira ao qual sou apaixonado.

    Artigos Relacionados

    Topo