Bryan

Quinta-feira, 1º de outubro de 2020. Essa data nunca sairá da memória do jogador Bryan, lateral-direito do Naútico. A saber, o atleta ajudou a esposa Myllena Barbosa no parto da sua própria filha, Cecília. Tudo aconteceu na zona norte do Recife em uma área ao lado do saguão do edifício da cunhada. Em suas redes sociais, o jovem de 24 anos revelou a felicidade ao vivenciar aquele instante.

 

“Foi algo sensacional, perfeito, maravilhoso. Vai ficar marcado pro resto da minha vida, vou poder contar para ela. Foi algo muito especial. Se tivesse que escolher, teria escolhido ter nascido dessa forma.”

 

https://www.instagram.com/p/CFzcC8cg2tP/

O PARTO  DA FILHA DE BRYAN

Na quarta-feira (30) pela tarde, avisaram a Bryan que sua mulher estava sentido algumas dores. Assim, o atleta deixou o CT do Alvirrubro onde fazia fisioterapia e foi para casa na possibilidade de auxiliá-la. Contudo, como as contrações ainda eram leves, o casal decidiu não ir para o hospital.

A tranquilidade mudou já quinta após a bolsa de Myllena estourar e as dores se intensificarem. Dessa forma, o jogador se apressou para levar a esposa ao hospital o mais rápido possível. Chegou a carregá-la nos braços até próximo do veículo, entretanto não deu tempo. As contrações fortes e sucessivas a impediram de continuar andando.

Sendo assim, o nascimento aconteceu chão da portaria do prédio mesmo e um funcionário também ajudou o lateral. No momento que retirou roupa íntima da esposa, Bryan sentiu a cabeça do neném.

 

“Logo que eu tirei a calcinha, a neném veio, se jogou nos meus braços. Depois, meu compadre, Davi, me deu uma toalhinha, cobri Cecília. Aí, como o carro estava na frente, a gente foi correndo para o hospital.”

 

Após o nascimento, mãe e filha receberam os cuidados médicos complementares no pós-parto. A saber, todo ocorrido foi registado pelo circuito interno das câmeras de segurança existentes do prédio, divulgadas pelo portal UOL.

Foto destaque: Reprodução/Andréa Leal

Shelton
Shelton Machado, 22 anos, alagoano e acadêmico de Jornalismo na Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Torcedor do Palmeiras e apreciador da língua Inglesa.

Artigos Relacionados