Briga contra a degola é o destaque da quinta-feira na Série B

- Três times estão em briga direta contra o Z4, já o outro precisa ficar de olho vivo para também não se envolver
Briga contra a degola é o destaque da quinta-feira na Série B

Dois jogos dão continuidade hoje, 21, a 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B 2018. Em tempos de Copa do Mundo, a competição segue seu caminho sem interrupção. Na terça, a Ponte Preta empatou em 1 x 1 contra o CSA, no Moisés Lucarelli, em Campinas. Depois foi a vez do rival da Macaca entrar em campo, o Guarani contra o Avaí, na Ressacada, um grande jogo que também terminou em igualdade: 3 x 3. Vejamos o que espera o torcedor logo mais.

Série B – 12ª rodada

Quinta-feira – 21/06

19h15 – Brasil de Pelotas x Criciúma

Às 19h15, o Brasil de Pelotas recebe o Criciúma em duelo direto na zona do rebaixamento. Na tabela da Série B, os donos da casa estão em 18º lugar, com dez pontos, logo em seguida vem o rival desta noite com nove.

O Xavante não vence há quatro jogos e vem de derrota para o Fortaleza, no Castelão. A novidade é o retorno do zagueiro Nirley que se recuperou de lesão, mas só deve entrar em campo após alguns ajustes administrativos. Outra novidade foi o anúncio de Gilmar Dal Pozzo como novo treinador do time, porém ainda não estará em campo. Mas nem tudo são flores, já que Itaqui está suspenso. Já Michel, passará por um procedimento dentário e fica de repouso por cinco dias. Bruno Colaço e Deyvid Sacconi permanecem no departamento médico.

Prováveis: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Willian Machado e Thiago Cametá; Zé Augusto, Kaio, Mossoró e Toty; Lourency e Luiz Eduardo. Técnico: Gustavo Papa.

Gilmar Dal Pozzo sendo apresentado (Reprodução/Twitter)

Enquanto isso, o Tigre também terá que passar por mudanças para o jogo, em Pelotas, em relação ao time que empatou em Barueri, contra o Oeste. O lateral Sueliton e o atacante Zé Carlos estão fora do jogo, pois não tiveram a aprovação física do Departamento Médico. Já a novidade positiva é a volta do volante Jean Mangabeira que pode ser relacionado novamente por Mazola Júnior e está confirmado no lugar de Liel.

Prováveis: Luiz;  Ralph, Nino, Fábio Ferreira e Marlon;  Jean Mangabeira, Marlon Freitas, Luiz Fernando e Élvis;  Mailson e João Paulo. Técnico: Mazola Júnior.

(Reprodução/Twitter)

21h30 – Goiás x Juventude

Assim como no duelo anterior, o Serra Dourada será palco de um duelo em que as duas equipes buscam reabilitação na Série B. O Goiás é o 16º colocado com 11 pontos conquistados, e vibra por sair da zona do rebaixamento na última rodada. Enquanto isso, o Juventude está invicto há oito jogos, mas seis deles terminaram empatados, por isso o time ainda é o 11º com 15 pontos, e quer mais.

Os goianos comandados por Ney Franco, estão na melhor fase desde o início da Série B, com três vitórias nos últimos cinco jogos, sendo que nas duas partidas anteriores o time conquistou os três pontos. Motivado com todos esses números, o treinador deverá repetir a escalação vitoriosa, com a manutenção de Marcos no gol, Giovanni no meio e Michael no lado esquerdo do ataque Esmeraldino.

Prováveis: Marcos; Alex Silva, David Duarte, Edcarlos e Ernandes; Gilberto, Giovanni e Renato Cajá; Carlos Eduardo, Lucão e Michael. Técnico: Ney Franco

(Reprodução/Twitter)

O Juventude vem intercalando empates e vitórias nas últimas rodadas, e para melhorar o rendimento, Pará não poderá ser relacionado por conta de suspensão. No meio, o volante Bertotto volta de lesão gerando dúvida na permanência de Diones no time titular. E Tony ganhou a vaga mais a frente, graças ao seu bom rendimento nos últimos jogos.

Prováveis: Matheus Cavichioli; Felipe Mattioni, Bonfim, Fred e Neuton; Berttoto (Diones), Jair, Choco, Leandro Lima e Tony (Guilherme Queiróz); Ricardo Jesus.Técnico: Julinho Camargo

BetWarrior


Poliesportiva


Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

    Artigos Relacionados

    Topo