Lucas Fernandes destaque do Portimonense

O brasileiro Lucas Fernandes marcou pelo Portimonense e deu a vitória para o clube sobre o Gil Vicente, pela rodada 25, que marcou o retorno do Campeonato Português. O ex-jogador do São Paulo quebrou um  jejum de 12 partidas sem vitória do clube, que não vencia desde 30 de Novembro, de 2019. No entanto, o time ainda continua na 17ª colocação, apesar dos três pontos.

Lucas Fernandes já fez 19 jogos nessa temporada, marcando dois gols. O meia vem sendo escalado como titular em cerca de 16 dessas partidas. Por outro lado, o último gol que o jogador marcou foi pela 11ª rodada do Campeonato Português, no dia 10 de novembro de 2019. No entanto, assim como no São Paulo, o atleta perdeu alguns desses compromissos por causa de uma lesão, onde ficou cerca do dia quatro de janeiro até retornar em nove de fevereiro. 

BASE SÃO PAULINA EM PORTUGAL

O Portimonense tem uma grande base brasileira em seu elenco, que conta com jogadores como Lucas Fernandes e Junior Tavares. Ao todo o time tem cerca de 11 atletas brasileiros em seu plantel, sendo todos eles, crias da base do São Paulo. Esse número se dá, principalmente,  pela gestão do clube português ter brasileiros como Teodoro Fonseca, que cuidou da carreira de Hulk e outros nomes, além de ter como vice-presidente o ex-atacante Robson Ponte, que atuou por Guarani, Bayer Leverkusen e Wolsburg.

O mais velho à chegar em Portimão é o zagueiro Lucas Possignolo, de 26 anos. O defensor está no time desde 2014, entre idas e voltas de fim de contrato com o clube. Lucas é mais um dos jogadores que partiram do São Paulo para o futebol português, em busca de novas oportunidades. Depois dele, também foi acrescido o meia Dener e assim, sucessivamente, os outros brasileiros.

Foto destaque: Divulgação / Portimonense 

Avatar
Luiz Felipe Santos
Olá, meu nome é Luiz Felipe, tenho 19 anos de idade, que foram de total amor a tudo que era relacionado a esportes, principalmente o futebol. Atualmente sou estudante de jornalismo pela UFAL. Como todo (ou quase todo) brasileiro, sonhava em ser jogador de futebol, ao ver que isso não seria mais possível, escolhi algo que me colocasse o mais perto possível desse esporte. Hoje meu dever é tratar com ética e responsabilidade as informações que permeiam o mundo dos esportes.

Artigos Relacionados