O El Teniente recebe o maior clássico sul-americano neste domingo (10), às 20h50. As duas pontas da tabela duelam, já que os hermanos são os líderes e os brasileiros, os lanternas da competição. Mesmo assim, favoritismo não ronda essa partida, já que é normal o azarão surpreender em jogos descisivos como esse.

Brasil

Para não dar ainda mais vexame, a vitória é a única coisa que consegue levar a seleção até o Mundial, ainda assim seria preciso contar com bom saldo de gols e uma boa combinação de resultados.

Os jogadores devem usar uma faixa preta no braço, em homenagem aos meninos do Flamengo que foram mortos no incêndio no Ninho do Urubu. Papagaio pode ir no sacrifício e ser uma surpresa na escalação do clássico.

Provável escalação: Phelipe; Emerson, Vitão, Walce e Luan Cândido; Luan, Marco Bahia e Igor Gomes; Tetê(Toró), Rodrygo e Papagaio. Técnico: Carlos Amadeu.

Argentina

Os jogadores estão ainda mais focados em ficar na liderança e buscar o sétimo título do Sul-americano. Sem Medina, que foi expulso contra o Uruguai, Mura será titular no grande clássico. O lateral Pereyra deu um resumo sobre o desempenho argentino na competição:

Começamos bem, depois tivemos um jogo que perdemos com o Equador, mas depois conseguimos avançar”.

Provável escalação: Roffo; Barquett, Sosa, Mura e Pereyra; Moreno, Vera, Maroni, De la Vega e Alvarez; Gaich. Técnico: Facundo Batista.

Retrospecto

O maior clássico local já aconteceu 23 vezes, e é cheio de rivalidade, equilíbrio e catimba. Cada lado tem 10 vitórias e apenas três empates aconteceram nesse confronto.

Avatar
Guilherme Ribeiro
Sou Guilherme Ribeiro, 20, paulista da região do ABC. Ler e escrever é um hobby, para o esporte que é a minha paixão.

Artigos Relacionados