Brasil x Bélgica - O confronto do melhor ataque contra a melhor defesa

Na volta da Copa do Mundo, as quartas de final já têm um grande confronto! Nesta sexta-feira, às 15h (Brasilia), na Arena Kazan, o Brasil encara a perigosa Bélgica. Empolgada após vencer o México por 2 x 0, a Seleção Brasileira espera repetir a boa atuação para dar mais um passo ao Hexa. Do outro lado, os europeus, que , em um jogo vencido nos minutos finais e chegam motivados rumo ao seu primeiro título mundial.

Brasil

Do lado brasileiro, a consistência defensiva e o equilíbrio tático tem sido o grande diferencial; até agora, em 4 jogos, a equipe de Tite levou apenas 1 gol, contra a Suíça e tem a melhor defesa da competição.

Porém, um dos responsáveis por esse desempenho não jogará. Casemiro, um dos destaques na fase de grupos levou o segundo cartão amarelo e ficará fora das quartas de final. Para a vaga, o provável substituto é Fernandinho. O volante do Manchester City pela primeira vez na Copa do Mundo jogará ao lado de Paulino.

Voltas importantes

Marcelo está de volta. O lateral se lesionou diante da Sérvia, com uma lombalgia e foi reserva diante do México. Tite decidiu poupá-lo na partida contra os mexicanos, após avaliar que ele não aguentaria jogar os 90 minutos. Mas seu substituto Filipe Luís agradou o comandante, que agora tem uma boa “dor de cabeça” para resolver.

Já liberado para os treinos, Douglas Costa também está à disposição. Um dos destaques na difícil vitória contra a Costa Rica, o ponta estará no banco se tornando uma das alternativas para o segundo tempo.

Marcelo volta a equipe depois de uma lombalgia (Reprodução/Lucas Figueiredo/CBF)
Marcelo volta a equipe depois de uma lombalgia (Reprodução/Lucas Figueiredo/CBF)

Provável escalação: Alisson, Fagner, Thiago Silva, Miranda, Marcelo (Filipe Luís); Fernandinho; Paulinho, Willian, Coutinho, Neymar; Gabriel Jesus. Técnico: Tite

Bélgica

Mesmo tendo a melhor campanha e o ataque com mais gols na Copa, a forte seleção belga sofreu para passar. Em seu último jogo, a equipe conseguiu conquistar a vaga no último lance e vencer o Japão, por 3 x 2.

Contando com uma boa fase de 23 jogos sem perder, a equipe junto ao Uruguai é a única com 100% de aproveitamento na competição. Sua principal força está no setor ofensivo e conta com a boa fase de Romeru Lukaku. Maior goleador da história da Seleção Belga, o centroavante tem quatro gols na competição, sendo o vice artilheiro e espera furar a defesa brasileira.

Destaque da Bélgica, Lukaku espera levar novamente seu país a uma semifinal de Copa do Mundo depois de 32 anos, mas sabe que terá pela frente uma das candidatas ao título:

“É difícil achar pontos fracos no Brasil. Ofensivamente eles são muito fortes. No ataque eles têm jogadores que fazem a diferença, são perigosos. Na defesa eles podem tomar um gol, mas a forma para atacar vai ter de variar. Se for da mesma forma sempre, os zagueiros experientes deles vão levar a melhor” – disse

A Bélgica conta com o bom momento de Romeru Lukaku para avançar (Reprodução/Reuters)
A Bélgica conta com o bom momento de Romeru Lukaku para avançar (Reprodução/Reuters)

Provável escalação: Courtois; Alderweireld, Kompany, Vertonghen; Meunier, Fellaini, Witsel, Carrasco; De Bruyne, Hazard; Lukaku. Técnico: Roberto Martínez

Retrospecto

No retrospecto, o Brasil leva vantagem. Nos quatro jogos realizados, três vitórias e uma derrota no distante ano de 1963. Pelas oitavas de final da Copa do Mundo de 2002, a Seleção até então comandada por Felipão venceu por 2 x 0, com gols de Ronaldo e Rivaldo.

Igor Ribeiro
Igor Ribeiro, 20 anos, é um apaixonado por futebol. Nascido no ano de 2000 em Campinas, interior de São Paulo, sempre mostrou grande afeição por esportes. Fez-se muito interessado pelas leituras em jornais e o interesse acerca do futebol foi a principal influência para sua escolha ao Jornalismo, área que desde cedo escolhera. Com essa paixão presente em sua vida, sempre é o primeiro no “vamos organizar um futebol” e totalmente contra gritar gol antes da hora!

Artigos Relacionados