A transferência de Dyego Sousa para o  Shenzhen está praticamente fechada, o jogador foi à China para conhecer o clube e ficou bastante impressionado. A proposta é de um  contrato válido por três anos e meio, com uma remuneração de três milhões de euros. Além, do Braga tem outro clube que também vai ganhar com a venda, com 25% de direito sobre o jogador.  O Shenzhen irá pagar 15 milhões de euros pelo internacional luso, o que significa que o Braga irá receber 11,25 milhões, enquanto o Marítimo fatura cerca de 3,75.

Nesta segunda -feira (08), o dirigente do Sporting Braga Antonio Salvador, afirmou a transferência de Dyego ao futebol chinês. Em apresentação do Braga Next, canal oficial do clube, Antonio afirmou que, “nas próximas horas, poderá a situação ficar resolvida”. Com o deslocamento de Dyego Sousa, Braga terá que recorrer ao mercado,  embora o técnico Ricardo, tenha pedido a reintegração de Stojilikovic e Hassan. A principio Dyego teria hesitado o destino chinês, mas, com indicações acabou por obter a mudança para uma liga de menor visibilidade. Entretanto não lhe reduzirá as hipóteses de continuar a ser chamado à Seleção Nacional, assim, tudo dependerá do atleta.

Trajetória de Dyego Sousa

O jogador Dyego Sousa, 29 anos, natural de São Luis, é um futebolista naturalizado português que atua como atacante. Começou a carreira no Moto Club da sua cidade natal, 2009, onde atuou em quatro jogos e marcou um gol. Ficou por um ano e transferiu-se para o Andraus (Paraná) e depois foi para o Operário Ferroviário, por empréstimo. Na temporada de 2010/11, o Leixões, de Portugal, Dyego se tornou o primeiro clube profissional do atacante no país. Em 2012, o Interclube, de Angola, comprou por 150 mil euros, mas o jogador nunca entrou em campo pelo clube. 2014 começou a defender o time do Marítimo atuando por três anos, jogou 80 partidas e fez 25 gols.

Giovanna Louise Silva
Giovanna Louise Silva
Giovanna Louise Silva, natural de Boa Esperança-MG, atualmente, mora em Varginha-MG, tem 22 anos. Formada em jornalismo pelo Grupo Unis. Sempre foi apaixonada por futebol e com o sonho de se especializar na área do jornalismo esportivo e se tornar uma grande repórter de campo. Leva sempre Deus em suas escolhas e sempre ressalta “Nem mesmo o céu é o limite!!!".

Artigos Relacionados