Pelas oitavas de final da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2019, o Botafogo-RJ recebe o Guarani no estádio Luisão, em São Carlos, interior de São Paulo, às 17h15 (horário de Brasília). A Estrela Solitária chegou a esta fase após eliminar o América-MG. Já o Bugre vem de goleada sobre o Internacional, de Porto Alegre.

Botafogo

Os cariocas vêm a campo completos, sem nenhum desfalque e isso é uma vantagem para o entrosamento da equipe que chega a sua terceira vitória consecutiva no torneio, após um empate e uma derrota nas duas primeiras partidas. Tendo o apelido de “Base Forte”, Glorioso já formou nomes como Garrincha, Jairzinho e Nilton Santos, ou seja, a pressão em cima do Alvinegro não é pequena, pois carregam uma tradição.

Diferentemente de anos anteriores, o Fogão trouxe para o torneio uma equipe mais jovem com muitos atletas nascidos nos anos 2000 e 2001, visando uma rodagem maior para esses meninos. O melhor resultado da equipe foi um vice-campeonato em 1971. Em busca do título, o time tem como destaques os atacantes Rhuan (três gols e uma assistência) Ênio (um gol e duas assistências). O primeiro, inclusive, já teve passagem por seleções de base.

https://twitter.com/Botafogo/status/1085204511847792641?s=19

 

Essa é a primeira competição da equipe sob o comando do treinador Marcos Soares. O comandante reúne em seu currículo experiências importantes conciliando passagens em equipes tradicionais de base e profissionais de futebol, sendo certificado de Licença PRO de treinadores da CBF, estágios com grandes nomes do futebol brasileiro e mundial, como: Dorival Jr., Tite, Simeone, Frank de Boer e Pep Guardiola. Já treinou o profissional do Brasiliense, Sobradinho-DF, Brasília e Anápolis-GO. Em 2014, trabalhou com Carlos Queiroz como Coordenador de Logística da delegação do Irã na Copa do Mundo FIFA do Brasil. Na base dirigiu o Sub-20 do Santos, o Sub-17 do Corinthians, além de também ter sido auxiliar do Sub-20 do Corinthians.

“Penso que nossa equipe está melhorando. Já foram cinco jogos, no início sofremos um pouco, dando muito espaço para as equipes adversárias, mas a gente conseguiu corrigir bem nosso setor defensivo. Estamos conseguindo atacar um pouco mais, de forma organizada e isso reflete nossa classificação até às oitavas de final. Quanto ao Guarani, é uma equipe embalada. Fez cinco gols no Internacional, poderia ter feito mais, uma partida excelente. Uma equipe que eu conheço e tem bons jogadores. Vai ser um jogo nivelado, de muita estratégia, e à medida que a competição vai avançando o cansaço vai batendo e a importância de sair à frente no placar é muito grande. Estamos muito confiantes, pés no chão, mas sabedores que podemos fazer uma grande partida”, afirmou o treinador.

https://twitter.com/Botafogo/status/1084920830230966272?s=19

 

Provável escalação: Lucas Silva; Elivelton, Pimenta, Glauber e Lucas Barros; Pedro Paulo, Michel e Caio Alexandre; Ramonzinho, Enio e Rhuan. Técnico: Marcos Serrato.

Guarani

Novamente com pouco tempo para treinar e/ou se recuperar de um jogo para o outro, o time campineiro focou mais uma vez no trabalho regenerativo. A equipe vem muito embalada no torneio após um início tímido com dois empates. Desde então, assim como o adversário, são três vitórias seguidas. Porém, são 13 gols marcados nestes triunfos, o que faz o seu ataque o quarto melhor da competição com 15 gols, atrás apenas de São Paulo, Corinthians e Grêmio, todos com 17 tentos.

Esse ataque poderoso é dividido entre os atacantes. Davó, que tinha apenas um gol até a rodada anterior, marcou quatro vezes na goleada sobre o Internacional e fez a festa da torcida, além de passar a ser o artilheiro da equipe na Copa. Felipe e Bidu, ambos com dois gols, são outros destaques. Entretanto, para esse jogo não vão contar com a segurança defensiva do zagueiro Victor Ramos, suspenso pelo segundo amarelo. Em seu lugar deve entrar Carlos Augusto.

“De novo a gente está trabalhando em cima da recuperação dos atletas, bastante no emocional, porque é lógico que a gente espera ganhar contra o Inter, mas não com uma diferença tão grande, uma superioridade tão grande. Fizemos três reuniões, mostramos os prós e os contras, e eles estão bem cientes de que não ganharam nada ainda. O Inter ficou para trás e a gente está com a cabeça muito focada no Botafogo agora”, comentou o treinador bugrino Márcio Zanardi.

Provável escalação: Guilherme Gallis; Lucas Ferron, Pedro Moraes, Carlos Augusto e Bidú; Felipe, Mateusinho e Acorsi; Davó, Lucas Bulhões e Renan. Técnico: Márcio Zanardi.

Retrospecto

Botafogo iniciou sua trajetória nesta Copinha com um empate junto ao Horizonte. Em seguida, perderam para o Cuiabá e ficaram numa situação delicada para a última rodada. Mas venceram o Francana e passaram em 2º lugar. Na fase de mata-mata eliminaram o Atlântico-BA, pela segunda fase e o América-MG no último jogo. Enquanto isso, no grupo 12, o Guarani empatou os dois primeiros jogos por 1 x 1, com Taquaritinga e Bahia. Para garantir a classificação, golearam o Boavista-RJ por 6 x 0. Na segunda fase despacharam a Votuporanguense e em seguida venceram o Internacional, carimbando a vaga nas oitavas.

Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, criado em Taboão da Serra, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
https://bit.ly/EricFilardi

Artigos Relacionados