Botafogo perde para o Fortaleza e se afunda na vice lanterna do Brasileirão

- Os próximos quatro jogos do Glorioso serão contra os times mais bem colocados da Série A
Botafogo perde para o Fortaleza e se afunda na vice lanterna do Brasileirão

Neste domingo (22), Botafogo e Fortaleza se enfrentaram pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro no Estádio Nilton Santos. Precisando da vitória, o Tricolor se impôs desde o começo e garantiu três pontos fundamentais para se afastar da parte de baixo da tabela de classificação. Com a partida encerrada em 2 x 1, o Glorioso permanece na vice lanterna, atrás somente do Goiás, que tem um jogo a menos. Ademais, Bergson marcou o primeiro gol, David ampliou e Warley diminuiu para os donos da casa.

1° TEMPO

Como esperado, o Botafogo começou o jogo pressionando. Mais organizado e distribuindo bem as jogadas, o Glorioso não deixou o adversário jogar nos primeiros minutos. Aos 10′, Honda cobrou falta de longe e Felipe Alves fez boa defesa desviando para escanteio. Imediatamente, como resposta, o Tricolor do Pici quase abriu o marcador. Tinga tocou para Romarinho, que não pegou bem na bola e a defesa do Alvinegro afastou o perigo. Pressionado, o primeiro cartão do duelo saiu aos 14′. Kanu fez falta por trás em Wellington Paulista e foi advertido. Apesar de possuir mais posse de bola, os mandantes não conseguiram mostrar agressividade.

Com dificuldades em se infiltrar, o Fogão se aproveitou dos erros do adversário. Aos 29′, Honda pegou a sobra de bola, armou pela esquerda e chutou cruzado, mas a defesa fez desvio providencial. Em continuidade, aos 32′, Felipe emendou uma bomba de fora da área, e Diego Cavalieri espalmou, afastando o perigo. Contudo, a grande jogada da primeira etapa saiu aos 44′. Kalou tocou para Caio Alexandre, que chutou no cantinho para excelente defesa do goleiro cearense. Ademais, os donos da casa tiveram 42% de posse de bola e 84% de precisão de passe, mas não souberam alinhar os passes no sistema ofensivo, por falta de um jogador com velocidade.

2° TEMPO

Precisando melhorar as jogadas laterais, o auxiliar técnico Emiliano Díaz substituiu, no intervalo, Kevin por Marcinho. Aos 12′, David fez linda jogada individual, invadiu a área, mas o goleiro alvinegro se adiantou e afastou o perigo. Em continuidade, como resposta, Victor Luis chutou de fora da área e Felipe Alves espalmou de forma providencial. Por outro lado, buscando ajustar o meio-campo, o técnico Marcelo Chamusca fez substituição dupla aos 14′. Marlon e Wellington Paulista saíram para as entradas de Yuri César e Bergson, respectivamente. Imediatamente a substituição surtiu efeito. Em bate-rebate dentro da área, Bergson aproveitou o rebote de Cavalieri e colocou o Fortaleza à frente no placar.

Tendo que se recuperar, Honda e Matheus Babi foram substituídos por Éber Bessa e Pedro Raul. O empate quase veio aos 28′. Pedro Raul chutou dentro da área, mas a bola saiu fraca para a defesa do arqueiro adversário. Contudo, quem não fez levou. Aos 33′, David fez linda jogada individual, passou pela marcação alvinegra e tocou de canhota na saída de Cavalieri. Por conseguinte, aos 35′, Warley avançou pelo meio e chutou de fora da área no cantinho de Felipe Alves. Contudo, a reação foi tarde demais e a partida encerrou com vitória em favor dos visitantes. Ademais, o Fortaleza teve 41% de posse de bola, enquanto o Botafogo se perdeu com a falta de dinâmica e passes trocados.

E AGORA? BOTAFOGO X FORTALEZA

Com a derrota, o Botafogo se enterrou mais ainda na competição, permanecendo na 19ª colocação com os mesmos 20 pontos, enquanto o Fortaleza respira aliviado na 11ª com 28. Todavia, pela 23ª rodada, o Glorioso enfrentará o Atlético-MG, líder da competição com 39 pontos, na próxima quarta-feira (25). O confronto será no Estádio Mineirão às 21h30 (Horário de Brasília). Por outro lado, o Tricolor do Pici jogará contra o Goiás, lanterna da série A com 15 pontos, na próxima quinta-feira (26). O jogo será na Arena Castelão às 20h.

Foto destaque: Reprodução/André Durão/GE

BetWarrior


Poliesportiva


Iara Alencar
Iara Alencar
Estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Alagoas, apaixonada por esportes e com pretensão de alavancar na carreira de assessoria de comunicação ou imprensa, precisamente no âmbito esportivo (futebol de preferência). O objetivo é aperfeiçoar a construção dos textos, a fim de sair da zona de conforto dos gêneros que estou habituada a escrever (reportagens e artigos opinativos), além de abranger meus conhecimentos pessoais e profissionais. Tenho 23 anos, sou bastante comunicativa, perfeccionista em suas limitações e persistente em tudo o que faço.

    Artigos Relacionados

    Deixe uma resposta

    Topo