Um novo século pede um campeão inédito: Boavista 2000/01

Olá, fãs do Brasil! O Gajo Conta essa semana sobre algo que eu gosto muito. Desse modo, vamos falar sobre “tabu quebrado”. A Primeira Liga, como é conhecida a competição da 1ª divisão do futebol português, contém apenas cinco campeões em toda a sua história. Entretanto, dois clubes conquistaram uma única vez. Belenenses e Boavista. Porém, se a conquista dos Azuis do Restelo, na temporada 1945/46, já foi surpreendente, imagina a dos Axadrezados, após mais de 50 anos de títulos divididos entre os “Três Grandes“, Benfica, Porto e o meu querido Sporting? Sendo assim, é hora de conhecermos mais sobre os Panteras de 2000/01.

OS PRIMÓRDIOS

Fundado em 01 de agosto de 1903, o Boavista Futebol Clube é uma instituição futebolística da cidade de Porto. Dessa forma, situada a mais de 7.000 quilômetros de distância da minha Ilha da Madeira. Com o crescimento do futebol em Portugal, assim como em toda a Europa, o Campeonato Português começou a ser disputado em 1935, após a conclusão dos campeonatos regionais. Entretanto, apenas oito equipes participaram, e o Boavista não estava entre eles. Em suma, o Porto conquistou o título da, até então, Primeira Liga Experimental. Inclusive, logo de cara tivemos os Três Grandes no topo da classificação, com Sporting em 2º e Benfica em 3º.

O sistema adotado pela competição era de que iriam oito times divididos entre os quatro torneios regionais mais disputados. Desse modo, na 2ª edição já tivemos a presença do Boavista – além dos Dragões, o outro representante de Porto em 1935 havia sido o Acadêmico do Porto. Porém, em sua estreia, os Axadrezados terminaram a competição na 6ª colocação. E tivemos Benfica, Porto e Sporting entre os três primeiros, com as Águias sangrando-se campeãs.

Equipe do Boavista em 1923 (Divulgação/Wikipédia)

LEIA MAIS

Memória Lusitana: Vitor Baía, o Campeão dos Campeões

Batalha de Nuremberg: o jogo à lá Libertadores na Copa do Mundo de 2006

Dérbi do Minho: A rivalidade milenar

As primeiras glórias para o adepto do Boavista ocorreram na década de 1970, onde o elenco conquistou quatro títulos, sendo três Taças de Portugal (1974/75, 1975/76 e 1978/79) e uma Supertaça Cândido de Oliveira (1979). Ou seja, os dois torneios continham finais. Sendo assim, pela Taça, as Panteras venceram o Benfica, Vitória de Guimarães e Sporting. Já pela primeira edição da Supertaça, bateram o Porto, campeão da Primeira Liga de 1979. Ou seja, os Axadrezados desbancaram os Três Grandes e um dos seus maiores rivais.

Vale ressaltar que, até a conquista do Boavista diante dos Dragões, os maiores times de Portugal já somavam 44 títulos da Primeira Liga, sendo sete a favor do Porto, 14 para os Leões e 23 das Águias.

PANTERA COM COROA DE LEÃO

O Belenenses conquistou o Campeonato Português em 1946. Naquela altura o maior campeão era o Benfica (seis), seguido de Porto (três) e Sporting (dois). Entretanto, os Três Grandes comandaram por mais 55 anos.

A Primeira Liga de 1999/00 foi conquistada pelo Sporting, onde o Boavista foi o 4º colocado. Porém, na temporada anterior, onde o Porto sagrou-se campeão, os Panteras desbancaram as Águias e os Leões, e conquistaram o vice-campeonato. Ou seja, a equipe já brigava na parte de cima para levar o torneio mais importante de Portugal.

Apesar disso, a década de 1990 foi de sorrisos para os torcedores do Boavista desde a temporada 1991/92, com mais um título da Taça de Portugal e outro da Supertaça, batendo o Porto nas duas finais. Inclusive, voltou a vencer os Dragões pela Supertaça de 1997. Contudo, após derrotar o Benfica pela Taça.

Jogadores do Boavista comemoram título da Taça de Portugal 1991/92 (Divulgação/Mundo Desportivo)

Desse modo, para continuar forte na busca pelo inédito título da Primeira Liga, o técnico Jaime Pacheco contou com as chegadas do goleiro senegalês Khadim Faye (reserva de Ricardo), dos defensores Rui Óscar, Nuno Frechaut e o brasileiro Marçal, dos meias Gouveia, Pedro Santos, Petit e o brazuca Gouveia, além dos atacantes estrangeiros, sendo o guineense Almani Moreira e os colegas de profissão do Brasil, Duda e Demétrius. Sendo assim, 29,6% do elenco era formado por brasileiros.

Com o Sporting sendo o atual campeão, os Panteras iniciaram a Primeira Liga 2000/01 com o intuito de tomar posse da coroa do Leão. E conseguiram. A campanha começou perfeita, com duas vitórias nas duas primeiras rodadas. Entretanto, o Boavista tropeçou na 3ª rodada e só voltou à  liderança na 17ª jornada, mas não a largou mais, fazendo um segundo turno quase perfeito, com 12 vitórias e apenas duas derrotas, além de três empates. Só para ilustrar, em 34 rodadas, os Axadrezados conquistaram 23 vitórias, oito empates e três derrotas.

A confirmação de uma temporada histórica aconteceu após uma vitória diante do já rebaixado Desportivo Aves, por 3 x 0. Em contrapartida, com o título confirmado, o Boavista visitou o vice-líder Porto e teve sua faixa de campeão carimbada. Sendo assim, goleada dos Dragões por 4 x 0, com hat-trick do meu companheiro de seleção Deco.

O Boavista não teve um jogador entre os artilheiros. Porém, o trio de ataque formado por Duda (10 tentos), Elpídio Silva (11) e Martelinho (4) foram essenciais para a conquista. Entretanto, o artilheiro do time ainda tinha a sombra do companheiro Whelliton, autor de 7 gols. Por outro lado, outra grande arma dos Panteras era o sistema defensivo. Principalmente com o jovem goleiro Ricardo. Assim também, o Estádio do Bessa era um dos principais pontos positivos dos Axadrezados, pois foram 16 vitórias como anfitriões.

Definitivamente, o Campeonato Português é dominado pelos Três Grandes. Todavia, uma equipe de futebol, seja em Portugal ou qualquer outro lugar do mundo, precisa inspirar-se em Belenenses e Boavistas, por exemplo. Pois, dessa forma, histórias como essas continuarão sendo contadas. Inclusive, o próprio Boavista, após o título de 2000/01, chegou à 3ª divisão lusitana em 2008/09 (chegou a Liga 2 por tentar fazer com que a arbitragem os favorecessem). Entretanto, voltou para a elite temporadas mais tarde. Em síntese, dentro desse esporte que o Papai Cris é o Greatest of all time tudo pode acontecer.

Imagem destacada: Divulgação/Boavista FC

Avatar
Edson Guimarães
Meu nome é Edson Guimarães, tenho 24 anos e sou estudante de Jornalismo. Minha paixão pelo futebol vem desde 2002, e com o tempo eu fui me apaixonando pelos meios de comunicação voltados ao esporte, até começar a fazer parte deles.

Artigos Relacionados