Bruno Lage está fora do Benfica (Foto: Reprodução / Ricardo Nascimento)

Após novo revés para o Marítimo pela Liga NOS, é de ciência de todos que o treinador Bruno Lage entregou o cargo e que o presidente Luis Filipe Vieira aceitou de pronto. No entanto, somente neste sábado (4), os Encarnados informaram que as partes chegaram a um acordo e, oficialmente, o contrato do técnico foi rescindido. Assim, terminou sua passagem de um ano e meio no Estádio da Luz.

Leia mais:

  • Após queda de Lage, Benfica segue em busca de novo treinador
  • Federação anuncia sede da final da Taça de Portugal
  • As razões para a demissão de Bruno Lage no Benfica 

Logo, em comunicado, o Benfica tornou público a rescisão contratual com Bruno Lage:

A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD informa, nos termos e para o efeito do disposto no artigo 248º-A do Código dos Valores Mobiliários, que formalizou hoje a rescisão do contrato de trabalho desportivo com o treinador Bruno Miguel Silva do Nascimento (Bruno Lage).

Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD

Lisboa, 4 de julho de 2020

OS TERMOS DO ACORDO ENTRE BENFICA E BRUNO LAGE

Assim, para se chegar em um acordo, foi necessário muita conversa e tempo, pois quando renovou em dezembro, o novo vínculo de Bruno Lage iria até 2024. Portanto, uma rescisão como que a se verificou acarretaria uma multa pela quebra de contrato. No entanto, o Benfica não terá que pagar automaticamente os 8 milhões de euros pela interrupção contratual. Apesar disso, os Encarnados continuarão a pagar as verbas a que Lage tinha direito até que o treinador consiga outro clube para trabalhar.

No entanto, há possibilidade de ter que continuar a pagar o encargo caso o novo salário do técnico seja inferior aos 2 milhões de euros anuais que recebia na Luz, tendo que cobrir a diferença. Assim, o Benfica somente terá que pagar o valor da multa rescisória caso Bruno Lage não encontre outro clube nos próximos quatro anos. Todavia, tal cenário é pouco provável. Já que, segundo noticiado pelo jornal português A Bola, o treinador já possui sondagens por parte da empresa que lhe representa.

UMA FRUSTRAÇÃO NO BENFICA

Logo, talvez a maior frustração de Bruno Lage no comando do Benfica seja não poder disputar seu terceiro troféu nacional na final da Taça de Portugal. Isso porque, já havia conversas para uma rescisão independente do resultado ao final da temporada, mas o mal desempenho atual antecipou o desvínculo. Assim, o treinador não estará no banco na derradeira partida contra o Porto e segue sem conquistar a competição.

Em toda a passagem pelo Benfica, Bruno Lage conquistou dois títulos: a Liga NOS 2019/2020 e a última edição da Supertaça Cândido de Oliveira. Além disso, realizou feitos marcantes como a goleada por 10 x 0 contra o Nacional e outros não tão positivos como as duas últimas derrotas para o Santa Clara, na primeira derrota para os Açoreanos na história, e Marítimo. Dessa forma, caso perca hoje (4) para o Boavista, será o terceiro revés seguido, algo que não acontece desde a temporada 2000/2001.

Foto destaque: Reprodução / Ricardo Nascimento

Avatar
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados