Bem perto do título

Neste domingo (20), tivemos a 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, que poderia ter já decidido o campeão. Para esse feito, bastava o Cruzeiro ganhar do Santos em Minas, o Palmeiras vencer o Botafogo no Allianz Parque e o Flamengo não ganhar do Coritiba no Maracanã.

O Palmeiras teve 71% de posse de bola, graças ao esquema montado pelo técnico Cuca, no qual colocou Cleiton Xavier no lugar de Thiago Santos, para ter mais controle do meio campo até o ataque e funcionou. Os donos da casa tiveram 3 chances claras de gols na primeira etapa, com Moises, Gabriel Jesus e Dudu, mas para o desespero dos quase 40 mil palmeirenses dentro do Allianz e inúmeros espalhados fora dele, o goleiro Sidão estava inspirado e pegando todas. O Botafogo só conseguia jogar no contra ataque dos donos da casa, a jogada mais perigosa foi aos 39 minutos e Jailson saiu para uma excelente defesa.

Aos 21 minutos do primeiro tempo, o telão anunciou gol do Cruzeiro, deixando os palmeirenses menos aflito, contudo ainda aguardando o gol em cima do Botafogo. Com o resultado em 0x0 os times foram para o vestiário, até aquele momento o time alviverde dependia somente dele para ser campeão e aguardar o jogo entre Flamengo x Coritiba.

Na volta do intervalo, o Palmeiras quase abriu o placar com Dudu e o goleiro Sidão mais uma vez, trabalhou bem para a defesa e na mesma sequência, o Santos havia empatado em Minas. Não anunciou no telão, mas os torcedores estavam de olho via rádio e em seus celulares. E a partida continuava com muita emoção, os goleiros fizeram excelentes defesas e o botafogo voltou com mais raça e deu trabalho para a zaga alviverde. Mas, eis que aos 17 minutos, Dudu cruza para Jesus que não consegue finalizar, mas não desiste da jogada, cruza direto para a cabeça do capitão palmeirense, ele sobe no meio de dois jogadores do botafogo e abre o placar para o Palmeiras. A torcida fez festa, cantou e vibrou: tudo estava nas mãos do Palmeiras. Na sequencia o Santos virou o jogo, mas isso não abalou a confiança do torcedor, porque o Palmeiras estava fazendo o seu papel de casa. Depois do gol sofrido, o time do Botafogo não conseguia chegar com facilidade para o campo de ataque, e os Palmeirenses davam trabalho e aos 34 minutos, novamente Dudu quase marca.

A cada dividida de Gabriel, a cada recuperação de Moisés, a cada defesa de Jailson, a cada desarme de Jean, a cada bola aérea vencida por Vitor Hugo, a cada avanço de Gabriel Jesus, uma comemoração imponente dos quase 40 mil palmeirenses presentes na arena. O Palmeiras passou a administrar o jogo, já nos acréscimos, teve a expulsão do meio campo Leandrinho, por falta dura em Dudu e o placar do Allianz parque mostra que o time mineiro empatou, a torcida não conseguia esconder a felicidade ao acabar o jogo. E em ritmo de “está chegando a hora”, “é o campeão, dos campeões” e “festa no chiqueiro”, ficaram fazendo festa dentro do estádio.

E com o empate entre Flamengo e Coritiba, no maracanã, o Palmeiras já entra em campo domingo, contra a Chapecoense campeão, isso mesmo: o empate ja faz o Palmeiras conquistar a 9 taça. O técnico Cuca pede calma, não comemorar antes da hora, mas diz que o elenco está pronto para ser campeão brasileiro.
Domingo, ás 17:00 horas acontece o jogo entre Palmeiras x Chapecoense e Flamengo x Santos, podendo já definir o campeão brasileiro de 2016.

BetWarrior


Poliesportiva


Marcella Azevedo
Marcella Azevedo
Marcella Azevedo, 22 anos, leonina, nascida no dia 17 de Agosto de 1994. Não tem frescura, quando o assunto é futebol, tanto que para ela o domingo perfeito é com amigos, futebol e cerveja. Completamente apaixonada, cursa Jornalismo com a inteção de ser uma Jornalista Esportiva e poder mostrar a todos como esse mundo é maravilhoso e que mulher entende de futebol sim. É daquelas mulheres que sempre está na rodinha dos homens na faculdade, comentando sobre o lance polêmico que rolou no final do semana. Daquelas que xinga muito ao ver um escanteio curto e que espera trazer várias novidades para vocês.

    Artigos Relacionados

    Topo