Bayern venceu, mas isso importa? Atletas recusaram jogar

- Partida é marcada por paralisação, criticas da torcida e protesto dos jogadores
Bayern vence, mas partida é marcada por protestos.

Na manhã deste sábado (1) o Bayern de Munique venceu o Hoffenheim por 6 x 0, no Rhein-Neckar-Arena, em partida válida pela 24° rodada da Bundesliga. Essa foi a maior goleada da história do Gigante da Baviera para cima dos Hoffes, mas isso ficou em segundo plano, o que era para ser só festa, acabou marcado por uma onda de protestos.

1° Tempo

O jogo foi completamente dominado pelos Bávaros, tanto que aos dois minutos já estava 1 x 0 gol do iluminado Gnabry, e passe do Muller.  Cinco minutos mais tarde, Kimmich sobrou com a bola espirrada fora da grande área, não precisou de força, foi na base da técnica e do chute colocado que ampliou o placar.

Sobretudo, aos 14 minutos o jogo já estava decidido. Após trama linda iniciado no meio campo, Joshua Zirkzee recebeu passe, deu um drible no defensor e bateu no contrapé do goleiro, 3 x 0.  O técnico do Hoffenheim alfred schreuder ainda tentou mudar, tirou o avançando Bruun Larsen para colocar o zagueiro brasileiro Lucas Ribeiro, mas não adiantou. Pouco tempo depois, Coutinho acertou um chute dentro da grande área, a bola desviou no brasileiro e não deu chance para o goleiro.

Na Primeira etapa, Muller, apesar de não ter feito gol, foi o melhor em campo, ele já chegou a 16 assistências, é o melhor nesse quesito no atual Campeonato Alemão. Vale lembrar que boa parte das partidas que disputou saiu do banco de reservas.

2° Tempo

Se o primeiro gol saiu logo aos dois minutos, o quinto tento saiu ainda mais rápido na etapa complementar. Coutinho fez uma partida incrível, balançou a rede pela segunda vez nesse confronto, após bom passe de Muller, o brasileiro não teve muitas dificuldades para tirar do arqueiro.

Com medo de lesão, Muller é substituído aos 11’ para a entrada de Goretzka. Ele só precisou de seis minutos para também marcar seu gol, após ótimo passe do francês Tolisso. O Alemão ainda perdeu duas boas oportunidades dentro da grande área posteriormente.

Protestos

Contudo, até então, tudo estava normal, o que se podia ver era uma equipe fora de casa jogando muito bem, dando um verdadeiro show, mas a torcida dos Bávaros começou a aparecer. Vaias começaram a ser destinadas aos jogadores do time de Munique, mas não era como é de costume, era uma resposta.

Aos 21 minutos, o árbitro paralisa o jogo pela primeira vez por conta de faixas da torcida do Bayern de Munique contra o investidor do Hoffenheim Dietmar Hopp. O técnico Hans-Dieter Flick, junto com os lideres da equipe tentaram dialogar com os torcedores. Pareceu dá certo, mas só pareceu mesmo.

Antes dessa atitude, o jogo estava excelente, mas os jogadores sentiram, apesar de manter o ataque, era nítido a insatisfação de todos dentro do campo. Para piorar, faltando 12 minutos para o fim da partida, os adeptos do Bayern voltaram com as faixas, dessa vez foi pior.

Aparentemente, o árbitro terminou a partida depois que as criticas voltaram, mas dessa vez, todos os jogadores do Bayern, o técnico e dirigentes, inclusive o ídolo Oliver Kahn tentaram apaziguar a situação. Os atletas estavam muito irritados com a própria torcida.

Todos foram para a entrada dos tuneis e a partida ficou parada por 15 minutos. Enquanto isso, a torcida do Hoffenheim vaiava. Após um tempo, uma cena curiosa aconteceu, sem o menor clima para a partida, jogadores começaram a tocar um para o outro, independente do time, conversavam entre si, e ficavam no meio campo batendo balãozinho, em rodinhas de bobo.

Torcedores do time mandante aprovaram a atitude dos atletas e ovacionaram. A partida seguiu assim nos últimos 12 minutos do confronto. Após o apito final, Dietmar Hopp foi ao campo e jogadores e torcedores aplaudiram o investidor. Nesse jogo, o último fator de importância foi o placar.

E agora?

Não é possível saber se o Bayern de Munique vai sofrer algum tipo de punição, mas até o momento segue líder da Bundesliga, sem perigo de perder seu posto. No próximo domingo (8), às 11h30 (horário de Brasília), dentro da Allianz Arena o Gigante da Baviera enfrenta o Augsburg.

Do outro lado, o Hoffenheim vai até a Veltins-Arena enfrentar o Schalke 04, a partir das 11h30 (horário de Brasília), no próximo sábado (7). Os Hoffes podem ver seu adversário se distanciando ainda mais na luta da classificação para a próxima Liga Europa. O próximo jogo é direto nessa luta.

Imagem destaque: Twitter Bayern de Munique

Melhores momentos

BetWarrior


Poliesportiva


Jonathan Luiz Souza
Jonathan Luiz Souza
Quando comecei a faculdade de jornalismo não sabia o que esperar, entrei cheio de ressalvas, mas só após um semestre me encontrei no curso, e acabei me apaixonando. O futebol me fez escolher a área da comunicação, e pelo menos, até o momento, acho que acertei em cheio, aquele golaço no ângulo. Como grande objetivo profissional, espero que um dia trabalhe na mídia esportiva. O futebol é igual Rock’n’roll, começa com um belo solo de guitarra, depois de um pequeno tempo as coisas começam a agitar, chega na metade que é o seu clímax, e termina cheio de emoção. Viva o futebol, a maior criação do homem!

    Artigos Relacionados

    Topo