Barça está na final com show de Suárez

Felipão já estava feliz por não ter que enfrentar Neymar em campo, mas antes da partida ainda recebeu outra boa notícia: Messi não iria jogar, sofreu uma crise de cólica renal e foi poupado. Mas o milagre chinês foi incompleto, faltou impedir a outra ponta do tridente, Suárez, que entrou em campo afiado para classificar o Barça.

 A partida começou como esperado, muito toque de bola do Barça dominando os 10 primeiros minutos. O time catalão trocou muitos passes enquanto estudava o time chinês, que jogava muito recuado na defesa, sem dar espaços para o ataque do Barça. Felipão precisou gritar com o time para avançar em uma cobrança de lateral da equipe do Guangzhou no campo de defesa do Barça, mas o time ainda não estava tranquilo em campo. E nem o Barça, que não conseguia se infiltrar na grande área chinesa, perdendo a bola em divididas ou errando passes, principalmente com Dani Alves.

 O jogo começou a esquentar mais próximo a marca de 30 minutos, mas as tentativas de contra ataque chinesas, lideradas por Paulinho, paravam em Mascherano, chefe na defesa catalã. Iniesta tentava lançamentos na área, e a primeira boa chance do jogo veio em cruzamento do craque espanhol para Munir, que cabeceou com perigo, mas não achou o gol.

Em seguida uma cena chocante em campo, o jogador chinês Zheng Zou sofre uma lesão muito feia em uma divida com Dani Alves dentro da área chinesa. O jogador cai sobre sua própria perna e tem uma torção grave no pé, sendo substituído na hora.

Aos 39 minutos sai o gol do Barça dos pés do camisa 9, Luis Suárez. O croata Raktic manda uma bomba de fora da área, o goleiro Li bate roupa e Suárez, oportunista, empurra para o fundo das redes. 1 a 0 Barça no estádio de Yokohama. Mas o gol não afetou o time chinês, que cresceu, foi para o ataque e quase marcou em cabeçada de Elkeson, impedida por uma incrível defesa de Bravo, aposta de Luis Enrique nessa semi final. A equipe do Guangzhou ainda conseguiu uma sequência de escanteios nos minutos finais.

Aos 4 minutos do segundo tempo, Luis Suárez marca mais uma vez. O craque uruguaio tabela com Iniesta, devolvendo em um grande lançamento; Suárez mata no peito e, sem deixar a bola tocar no chão, finaliza para marcar o segundo do Barça, um golaço.

O time chinês não teve mais a mesma intensidade e vontade depois de levar do segundo; ficou entregue e sem criar mais nenhum perigo pro Barça. O golpe final veio aos 21 minutos, em um pênalti mal marcado em Munir. O matador uruguaio converte e marca seu hat-trick. Jogo especial para Suárez, foi o primeiro uruguaio a marcar no Mundial de Clubes e o primeiro hat-trick desde que a FIFA começou a organizar o Mundial. Além dele, só Pelé pelo Santos contra o Benfica em 1962.

Avatar

Sobre Diego Rey

Diego Rey já escreveu 22 posts nesse site..

Diego Rey, 27 anos, jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Sua paixão pelo futebol começou em 2006, ao ver Ronaldinho fazendo mágica em Barcelona. Desde então se tornou um torcedor culé fanático e não perde nenhum jogo do Barça. Morou na cidade catalã em 2013 e fez do Camp Nou sua segunda casa enquanto esteve lá.

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Diego Rey
Diego Rey, 27 anos, jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Sua paixão pelo futebol começou em 2006, ao ver Ronaldinho fazendo mágica em Barcelona. Desde então se tornou um torcedor culé fanático e não perde nenhum jogo do Barça. Morou na cidade catalã em 2013 e fez do Camp Nou sua segunda casa enquanto esteve lá.

    Artigos Relacionados

    Topo