Barbieri vê atacante em evolução, mas confessa que lesão o atrapalhou

Após perder para o Athletico-PR no último sábado (25), o técnico Maurício Barbieri foi questionado sobre o desempenho do atacante Artur, que voltou a jogar após se recuperar de uma lesão na coxa. A saber, artilheiro e principal nome do Braga na temporada 2021, o atleta sofreu a lesão em março, ficou pouco mais de um mês afastado e retornou aos jogos em maio.

Entrevista de Maurício Barbieri

Ao ser questionado sobre o que estaria faltando para Artur apresentar o mesmo futebol da temporada passada, o treinador reconheceu que o desempenho do atacante ainda não é o mesmo de antes de sofrer a lesão.

” É difícil responder de forma assertiva. Acho que ele tinha apresentado uma evolução em relação ao que ele apresentou em jogos anteriores. Ele vinha evoluindo bem. Acho que hoje (contra o Athletico-PR) é até difícil fazer uma avaliação dele, porque o conjunto todo deixou a desejar. Não sei, efetivamente, responder. O que posso responder é que, sem dúvida nenhuma, a gente tem consciência que aquele Artur que conhecíamos antes da lesão ainda não voltou. Ele sabe disso, a gente tem conversado, tenho posicionado ele da expectativa, mas não tem nenhum botão que eu possa apertar e a coisa acontecer. Eu preciso continuar estimulando ele, desenvolvendo, dando espaço e confiança. Quando ele não entregar, preciso optar por outro jogador. Isso é um fato.”

Artur com a camisa do RB Bragantino

Contratado pelo Massa Bruta no início de 2020, Artur foi o principal nome da equipe na temporada 2021. A saber, o atleta assumiu o protagonismo na equipe após a saída de Claudinho e se destacou no Brasileirão e na Sul-Americana. Ao todo, o atacante marcou 12 gols no campeonato nacional e sete na competição continental. Foram 21 gols em 58 jogos na temporada (média de 0,37 gol por partida). Além disso, distribuiu 14 assistências em 2021.

Porém, em 2022, Artur fez 12 jogos até sofrer a lesão na coxa esquerda. Nesse período, o atacante marcou quatro gols e distribuiu duas assistências. Enfim, o atacante voltou na partida contra o Vélez-ARG, pela Libertadores. Mas de lá pra cá, foram 14 jogos, com três gols e quatro assistências.

Foto destaque: Divulgação/ Ari Ferreira/ Red Bull Bragantino

Enzo Pires
Tenho o sonho de trabalhar com o que eu mais amo, que é o FUTEBOL. Amante desse esporte desde criança, queria ser jogador, mas como não deu certo, agora eu busco trabalho com isso, só que fora de campo.