Balde de água fria: Godoy Cruz empata e perde chance de colar no Boca

- Fora de casa, el Tomba empatou com o Banfield, por 1 a 1, e vê título ficar difícil; San Lorenzo e Talleres seguem firmes no G5

O Godoy Cruz tinha a grande oportunidade de ficar, provisoriamente, a um ponto do líder Boca Juniors (50), mas tropeçou diante do BanfieldEl Tomba empatou por 1 a 1 com el Taladro, fora de casa, e segue na vice-liderança, com 47 pontos. Mais quatro jogos deram andamento, neste sábado, a 24ª rodada da Superliga Argentina. San Lorenzo e Talleres venceram suas partidas e conseguiram pontos importantes, para se consolidarem no G5. Confira o que aconteceu nos duelos deste sábado.

24ª RODADA – SUPERLIGA ARGENTINA

21/04 – SÁBADO

San Martín de San Juan 1 x 1 Lanús

Logo no início da partida, aos 11 minutos, o atacante Claudio Spinelli abriu o placar para o San Martín, no estádio Ingeniero Hilario Sánchez, na cidade de San Juan. Em cobrança de escanteio, a bola viajou para fora da área, o jogador do Verdinegro dominou, cruzou e tocaram de cabeça para Spinelli. O camisa 32 dominou no peito e chutou no canto superior direito do goleiro Andrada. O artilheiro comemorou muito diante dos poucos torcedores que compareceram. Spinelli ficou fora de duas partidas por decisão da diretoria que negocia a renovação do empréstimo pelo Tigre.

Lanús manteve a tranquilidade e ficou com a bola no pé. O gol de empate saiu aos 35 minutos, com Gastón Lodico. El Granate robou a pelota no campo de ataque numa cobrança de lateral do San Martín, sobrando para Lodico. O volante entrou na grande área e bateu cruzado para deixar tudo igual. Com o resultado, el Verdinegro continua na 18ª posição, com 30 pontos, e o Lanús segue na 21ª colocação, com 26 pontos. Próxima rodada: Godoy Cruz x San Martín (21/04); Lanús x Argentinos Juniors (28/04).

Temperley 2 x 4 Vélez Sarsfield

Não havia tanta expectativa para o confronto entre Temperley Vélez, pois ambas as equipes não brigam por nada nesta reta final da Superliga. No entanto, o estádio Alfredo Beranger foi palco de uma partida eletrizante, com seis gols e três expulsões. Detalhe, todos os cartões vermelhos foram para o Temperley. O Vélez foi com tudo e fez o primeiro gol, aos seis minutos, com Matías Vargas.

El Fortín usou a vantagem no placar para contra-atacar os donos da casa. E o segundo tento veio aos 22 minutos com o experiente Mauro Zarate. Foi então que o Temperley começou a mudar de postura e ficou mais tempo no campo de ataque, pressionando até que saiu o gol, aos 29 minutos, com Leonardo Di Lorenzo. El Gasolero foi empolgado para o vestiário no intervalo da partida.

No segundo tempo, o Temperley voltou pressionando e conseguiu empatar, aos 8 minutos, com Emiliano Ozuna. A partida seguiu equilibrada depois disso até o goleiro Josué Ayala ser expulso. O arqueiro dos donos da casa deu um carrinho de frente, derrubando Mauro Zarate, que sairia na cara do gol. O Vélez voltou a dominar e não deixou mais el Gasolero jogar. Aos 26 minutos, Leonardo Robertono colocou el Fortín na frente de novo. Mais dois jogadores do Temperley foram expulsos: Matías Nani e Federico Fattori receberam dois amarelos. Ainda deu tempo de Leonardo Robertone fazer o seu segundo tento, encerrando o placar.

O Temperley é 26º colocado, com 17 pontos, e o Vélez está na 20ª posição, com 28 pontos. Proxima rodada: Chacarita x Temperley (27/04); Vélez x Banfield (28/04).

Talleres 2 x 0 Gimnasia de La Plata

A torcida cordobenha compareceu em peso, no estádio o estádio Mario Alberto Kempes, na cidade de Córdoba, para apoiar o Talleres. O time comandado pelo técnico Frank Kudelka não decepcionou e triunfou diante do Gimnasia por 2 a 0. A vitória foi importante para la T ir para a quarta posição e somar 44 pontos, não podendo sair do G5 nesta rodada. O sexto é o Huracán, que joga neste domingo, mas tem 40 pontos e não consegue ultrapassar os cordobenhos.

O Talleres dominou a partida e foi superior o tempo todo. Só que o gol só foi sair na segunda etapa, aos 16 minutos, com Aldo Araujo. El Tanque Silva saiu na cara do gol, mas o goleiro Alexis Arias se adiantou e defendeu no pé do atacante. A bola espirrou para o lado direito e Juan Ramírez cruzou para Aldo fazer de cabeça. El Lobo conseguiu reagir e se conformou com o resultado. Ainda deu tempo de Junior Arias deixar o dele. Num contra-ataque, o atacante uruguaio recebeu longo lançamento, driblou o goleiro e balançou a rede. O Gimnasia estacionou na 23ª posição, com 22 pontos. Próxima rodada: Gimnasia x Boca Juniors (29/04); Unión x Talleres (30/04).

Banfield 1 x 1 Godoy Cruz

O empate teve um gosto de derrota para o Godoy Cruz. O time mendocino precisava vencer para encostar no líder Boca Juniors e ficar apenas a um ponto. El Tomba não demonstrou um futebol de quem está brigando por título. Do outro lado tinha o Banfield, que ainda sonha com vaga na Sul-Americana de 2019. A partida aconteceu no estádio Florencio Sola, na cidade de Lomas de Zamora, na província de Buenos Aires.

O primeiro tempo foi monótono, ambos os clubes pouco criaram e os goleiros praticamente não trabalharam. A história foi diferente na segunda etapa. O Banfield marcou o gol, aos quatro minutos, com Enzo Kalinski, de cabeça, após cobrança de falta. El Taladro passou a controlar o jogo, mas não levava tanto perigo a meta adversária. O Godoy Cruz, por sua vez, começou a aparecer mais no ataque, porém sem ser eficiente. Os times ficaram revezando com algumas jogadas de chute a gol – mas sem incomodar muito.

O empate saiu dos pés de Victorio Ramis, um golaço. O meia recebeu a bola, na ponta direita da grande área, de costa para o gol, girou em cima da marcação e chutou no ângulo, sem chances para o goleiro Mauricio Aborleda. A partir daí, o Godoy Cruz despertou e foi com tudo para o ataque – o que já deveria ter feito desde o começo. No último lance do jogo, o artilheiro el Morro García saiu na cara do gol, tocou fraco na saída do arqueiro Arboleda, mas o zagueiro Adrián Sporle correu e deu um carrinho, salvando em cima da linha. A reação dos mendocinos veio tarde demais, e o empate foi um balde de água fria no sonho de conquistar o inédito título.

Próxima rodada: Godoy Cruz x San Martín (27 /04); Vélez x Banfield (28/04).

San Lorenzo 1 x 0 Chacarita

Há tempos que o San Lorenzo não vem apresentando um bom futebol. No confronto com o rebaixado Chacaritael Ciclón foi pragmático e jogou por uma bola. Deu certo! Os cuervos conseguiram uma vitória magra por 1 a 0, diante da torcida, no estádio El Nuevo Gasómetro, em Buenos Aires. O resultado foi importantíssimo para o San Lorenzo ir para a terceira colocação, somando 46 pontos – e não podendo sair do G5 nesta rodada.

O gol da vitória foi marcado, aos 26 minutos do primeiro tempo, com Nicolás Reniero – que substitui o artilheiro Nicolás Blani (machucado). Numa bola alçada na área, o zagueiro Marcos Senesi tocou de cabeça para a pequena área. O zagueiro do Chacarita, Germán Ré, subiu e não achou nada. Atrás estava o oportunista Reniero, que só cabeceou de leve para dar a vitória ao Ciclón.

O Chacarita teve mais posse de bola, mas não incomodou os donos da casa. El Funebrero é o 25º colocado, com 18 pontos, e vai disputar a Primeira B Nacional na próxima temporada. Os outros três clubes rebaixados foram Olimpo, Temperley e Arsenal de Sarandí. Próxima rodada: Chacarita x Temperley (27/04); Patronato x San Lorenzo (29/04).

CLASSIFICAÇÃO

[soccer-info id='12' type='table' /]

Vitor Hugo Souza

Sobre Vitor Hugo Souza

Vitor Hugo Souza já escreveu 61 posts nesse site..

Futebol é legal. Jornalismo também. Então, faz as contas ⚽��❤ Sou Vitor Hugo Souza, jornalista formado, eterno jogador do “10 minutos ou dois gols”, e em busca da onda perfeita. Chuteiras nos gramados, jogos decisivos, golaços, dribles, time do coração, bastidores, torcida, emoção, tudo isso mexe com o imaginário. Mais do que um esporte, é futebol na veia.

BetWarrior


Poliesportiva


Vitor Hugo Souza
Vitor Hugo Souza
Futebol é legal. Jornalismo também. Então, faz as contas ⚽��❤ Sou Vitor Hugo Souza, jornalista formado, eterno jogador do “10 minutos ou dois gols”, e em busca da onda perfeita. Chuteiras nos gramados, jogos decisivos, golaços, dribles, time do coração, bastidores, torcida, emoção, tudo isso mexe com o imaginário. Mais do que um esporte, é futebol na veia.

    Artigos Relacionados

    Topo