O Campeonato Uruguaio da 1ª Divisão 2017 está prestes a terminar, falta apenas a disputa das semifinais, entre Defensor Sporting (campeão do Apertura) e Peñarol (campeão do Clausura). O vencedor avança a final contra o time de melhor campanha na classificação geral (que soma os pontos do Apertura, Intermédio e Clausura). Como o Peñarol foi o melhor no geral, se vencer as semifinais é campeão. Se o Defensor vencer, força o jogo final, novamente com o Peñarol, em jogo único, para ver o campeão uruguaio 2017.

Mesmo sem o campeão definido, já temos os classificados para as competições internacionais, acessos e rebaixamentos. 

1ª DIVISÃO URUGUAI

O Peñarol (1º) e o Defensor Sporting (2º), garantem vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores da América 2018; o Nacional (3º) e o Montevideo Wanderers (4º), garantem vaga na Pré-Libertadores; Cerro (5º), Boston River (6º), Rampla Juniors (7º) e o Danubio (8º), garantem vaga na Copa Sul-Americana; o El Tanque Sisley (13º) e o Sud America (14º), disputam um playoff entre si, em jogo duplo, onde o vencedor permanece na 1ª Divisão e o perdedor se junta aos dois últimos colocados, Juventud de las Piedras (15º) Plaza Colonia (16º), e são rebaixados para a 2ª Divisão Uruguaia.

2ª DIVISÃO URUGUAI

Na 2ª divisão mais importante do Uruguai, o C. A. Torque, fundado em 2007, foi o campeão com 9 pontos de diferença para o 2º colocado. O clube ganhou o título da 3ª divisão em 2012 e, com apenas 10 anos de história, chega a elite. O C. A. Atenas também garantiu vaga direta na 1ª Divisão Uruguaia com a 2ª posição. A terceira vaga é decidida de acesso é disputada em um playoff entre 8 times, do 3º ao 10º colocado. O Canadian (14º) e o Oriental (15º) estão rebaixados para a 3ª Divisão Uruguaia.

Torque campeão da 2ª divisão do Uruguai

3ª DIVISÃO URUGUAI

A 3ª Divisão Uruguaia, também conhecida como Copa Sr. Enrique Gorga ‘Paperoso' ou 2ª Divisão Nacional B, é um torneio de novo formato, criado em 2017, do qual sai dos moldes europeus (com a competição sendo de agosto a julho) e volta a ser no molde anual (de janeiro a dezembro), com Apertura e Clausura, da qual os campeões se enfrentam. A 3ª divisão atua de forma amadora, e o time que subir a segunda principal divisão se torna profissional. Por ser a última divisão de futebol do Uruguai, não há rebaixamento. O acesso a 2ª divisão é dado apenas ao campeão da competição que neste ano foi o Albion, depois de 117 anos. O clube foi campeão do Apertura e disputou a final com o Colón (campeão do Clausura), e empatou o primeiro jogo em 1 x 1, vencendo o segundo por 2 x 1.

O interessante é que o Albion é clube, exclusivamente de futebol, mais antigo do Uruguai, fundado em 1º de junho de 1891, por Henry Candid Lichtenberger, discípulo do “pai do futebol uruguaio”, William Poole. Quando fundado disputava jogos com o Montevideo Cricket, clube de cricket que posteriormente introduziu o futebol em sua galeria de esportes e, a partir de 28 de setembro de 1891, rivalizava com o Central Uruguai Railway Cricket Club, que futuramente viria a se chamar Peñarol, clube com o maior número de títulos do Uruguai, 48 no total, incluindo os troféus de quando era CURCC. A época o duelo entre eles foi considerado o primeiro clássico do futebol uruguaio. Foram vice-campeões do primeiro campeonato uruguaio da história, atrás do CURCC, em 1900. Em 2018 será a primeira vez que atuará profissionalmente.

Albion campeão da 3ª divisão do Uruguai
Albion campeão da 3ª divisão do Uruguai

Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, criado em Taboão da Serra, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
https://bit.ly/EricFilardi

Artigos Relacionados