Atlético-MG e Bertolucci assinam acordo judicial no TJMG e na CNRD

Atlético-MG encerrou de vez uma longa discussão judicial com o agente do futebol Giuliano Bertolucci. O clube devia uma comissão dos jogadores Yimmi Chará e Bremer ao empresário.

As duas partes firmaram acordo em ações movidas pelo empresário no Tribunal de Justiça de Minas Gerais e na Câmara Nacional de Resoluções de Disputas. A cobrança no TJMG, nesse sentido, era de R$ 6 milhões. Na CNRD, os valores, no entanto, estão em sigilo.

“Tudo formalizado, assinado e acabado”, disse uma fonte confiável.

Segundo informações, as cobranças de Bertolucci contra o Atlético-MG envolviam o não pagamento de comissões dos jogadores Yimmi Chará e Bremer. O atacante colombiano, a princípio, veio do Junior Barranquilla, e foi negociado ao Portland Timbers pelo mesmo valor. Em contrapartida, Bremer chegou da base do São Paulo para a base do Galo. Se destacou, virou titular e para o Torino, da Itália, por cerca de 5,6 milhões de euros. O empresário também estava envolvido na transação.

O agente movia ação de execução de cobrança no TJMG, e chegou até mesmo a solicitar à Justiça para que a CBF depositasse em juízo parte da premiação do Brasileirão 2021, no qual o Atlético foi campeão. O Galo faturou R$ 33 milhões com o título.

Foto destaque: Divulgação / Pedro Souza / Atlético-MG 

André Merice
A sensação de poder transmitir uma sentimento à cada leitor é o que me move. Ainda assim, sou somente mais louco apaixonado por futebol, que fez da escrita e do esporte a sua vida!