Hulk e Turco falam em resultado justo na Altitude, mas lamentam chances perdidas na Altitude

Atlético-MG foi até o Equador e empatou em 1 a 1 com o Independiente del Valle. Analisando a situação, foi um bom resultado, justo para Hulk, autor do gol, e o técnico Antonio Mohamed. Mas, ainda assim, analisando o jogo, o Galo perdeu muitos gols e os dois lamentaram que o time deixou de matar o jogo.

“Sabíamos da dificuldade de jogar na altitude. Tivemos oportunidades muitos claras no primeiro tempo e não marcamos. No segundo, os primeiros 15 minutos, sofremos. Depois, respiramos e controlamos um pouco mais a situação. Mas, no primeiro tempo, tínhamos que ter definido (o jogo), no segundo, sentimos o desgaste físico”, afirmou Mohamed.

+ Em jogo eletrizante, Atlético-MG empata fora de casa contra o Independiente Del Valle, pela Libertadores

Agora o Atlético terá três jogos em sequência em Belo Horizonte para fechar a fase de grupos da melhor forma possível. El Turco afirmou que o ponto foi importante e que agora é importante fazer o dever de casa.

“Os resultados no futebol são justos, sempre. Hoje tivemos chances mais claras, mas não fomos capazes de marcar o segundo gol, então foi justo […] Importante que os últimos três jogos serão em Belo Horizonte. Agora depende de nós para ganhar em casa, foi um ponto muito valioso”, finalizou.

O Atlético-MG sentiu a altitude, Hulk?

Assim como Mohamed, o atacante Hulk, que marcou o gol atleticano logo aos sete minutos, lamentou que o time tenha perdido tantas chances de matar o jogo ainda no primeiro tempo.

“Podíamos ter matado o jogo. Fizemos 1 a 0 e podíamos ter feito dois, três e não fomos felizes. Não tomamos as melhores decisões, acontece. Altitude também. Particularmente, foi o primeiro jogo meu. É difícil quando dá um pique, demora pra recuperar. Claro, fica um gosto amargo pois podíamos ter matado o jogo no primeiro tempo”, ressaltou o camisa 7.

Por fim, também como citou o treinador, Hulk falou do ponto importante conquistado e a sequência de três jogos em casa.

“Libertadores é sempre difícil, altitude, grande adversário. É um ponto importante que estamos levando pra casa. Vamos ter a felicidade de três jogos seguidos em casa, até porque a viagem é bem cansativa. Só depende da gente, vamos focar para classificar em primeiro”, concluiu.

Foto destaque: Divulgação / Pedro Souza / Atlético-MG

André Merice
A sensação de poder transmitir uma sentimento à cada leitor é o que me move. Ainda assim, sou somente mais louco apaixonado por futebol, que fez da escrita e do esporte a sua vida!