Ozil com a camisa do Arsenal (Foto: Ikimages/AFP via Getty Images)

Em meio a pandemia e rumores de volta no futebol na Inglaterra, o Arsenal começa a planejar o futuro de seu plantel. Assim, pensa em algumas contratações, mas antes quer definir o que fará com os jogadores que já tem. Dessa forma, o espanhol Dani Ceballos, emprestado pelo Real Madrid, não teve ter seu contrato de empréstimo renovado, além disso, Mesut Ozil deve sair pelo alto salário.

Dani Ceballos foi um pedido do técnico Unai Emery, no início da temporada. Como resultado, o jogador teve boas atuações no começo, mas uma lesão no tendão, que o afastou por três meses, o fizeram perder o posto na equipe titular.

Além disso, o jogador até voltou a atuar com um pouco de frequência antes da pandemia paralisar a Premier League, contudo, parece não ter convencido. Assim, de acordo com o jornal espanhol “El Confidencial”, os ingleses não vão pedir um segundo empréstimo pelo atleta, muito menos compra-lo definitivamente. Contudo, o Arsenal vai pedir uma prorrogação até o fim da temporada, visto que o vínculo é somente até 30 de junho.

ARSENAL E OZIL

Enquanto isso, o Arsenal tenta “se livrar” do meia alemão Mesut Ozil. O jogador tem o maior salário do elenco, recebendo cerca de 350 mil libras por semana, e não tem rendido o que lhe é pago, de acordo com os dirigentes do clube.

https://twitter.com/MesutOzil1088/status/1256570013936422912?s=20

Assim, o jogador não deve ficar, e o mais provável é que ele rume ao Fenerbahçe, da Turquia, seu país natal. Contudo, de acordo com o agente de Ozil, em entrevista ao “BeINSports” isso deverá acontecer apenas após o término de contrato do camisa 10, no meio do ano de 2021.

‘Mesut tem contrato de um ano. Não haverá mudanças a esse respeito. Então, o que acontece a seguir, o tempo vai aparecer. Mesut terá 32 anos e terá mais alguns anos em sua carreira. Ele e sua família tomarão uma decisão. Será o melhor de todos. Não posso falar sobre Mesut e Fenerbahce porque não tenho o direito de falar sobre esse assunto de acordo com o princípio da confidencialidade.”

Foto Destaque: Ikimages/AFP via Getty Images

Avatar
Alexsander Vieira
Quando pequeno, pensava em trabalhar com o futebol, como jogador. Por situações não harmoniosas esse sonho se dissolveu, porém achei outra maneira de continuar no esporte. Foi com as mãos que decidi trabalhar, informar minha nação com os melhores acontecimentos, e sempre ter credibilidade no que passo à frente. Obs: 3 x 0 não é goleada.
http://www.radioprado.com.br

Artigos Relacionados