Ari decide, Krasnodar bate Spartak fora de casa e segue vivo na briga pelo título na Rússia

- Atacante brasileiro marcou o único gol da partida que garantiu a vitória dos Bulls
Ari decide, Krasnodar bate Spartak fora de casa e segue vivo na briga pelo título na Rússia

Ainda com esperanças de levantar o troféu do Campeonato Russo pela primeira vez, o Krasnodar venceu o Spartak Moscou na tarde desta segunda-feira (9), por 1 x 0. Antes de mais nada, a partida foi realizada na Arena Otkrytie, em Moscou, válida pela 21ª rodada da competição. O gol dos Bulls foi anotado pelo atacante brasileiro Ari.

O jogo na capital russa foi marcado por bastante equilíbrio, com boas chances para ambos os lados, mas foi apenas a equipe visitante que conseguiu balançar a rede. Após pênalti assinalado aos 26 minutos da segunda etapa e convertido com precisão por Ari.

https://www.instagram.com/p/B9hL23yiL3I/

O triunfo manteve viva a esperança do inédito título nacional do Krasnodar. O clube agora soma 41 pontos na vice-liderança, seis a menos que o líder Zenit, com 47. Restando nove rodadas para o fim do campeonato, Ari comemorou mais um gol marcado. O jogador ainda acredita que seja possível alcançar a 1ª colocação na tabela.

– Foi uma vitória muito importante para nossas pretensões no campeonato. Como sempre digo, é muito bom fazer gols, mas melhor ainda quando posso contribuir para que a equipe saia vencedora. Continuamos vivos em busca desse título e enquanto ainda tivermos chances vamos lutar. – declara o atacante, que é o artilheiro do clube na temporada com oito gols.

Com uma invencibilidade de 11 jogos na Liga Russa, o Krasnodar volta a campo no próximo domingo (15). O compromisso será contra o Sochi, fora de casa.

 

Foto: Divulgação/FC Krasnodar

BetWarrior


Poliesportiva


Ruan Silva
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

    Artigos Relacionados

    Topo