Árbitro admite erro em lance que contundiu Van Dijk (Getty Images)

Após três meses o zagueiro Virgil van Dijk, do Liverpool, se lesionar, o árbitro Michael Oliver, admitiu que errou no lance. Dessa forma, a jogada resultou em um ligamento cruzado do joelho no defensor. Então, o momento foi quando o goleiro Jordan Pickford, do Everton, deu uma “tesoura” em jogo da Premier League

Em conversa com o jornal Daily Mail, o juiz admitiu que não marcou pênalti na jogada porque Van Dijk estava impedido, como mostrou o VAR. No entanto, disse que deveria ter mostrado o vermelho direto a Pickford pela força da entrada direta na perna do zagueiro. Dessa maneira, pelo impacto tirou o holandês dos Reds até pelo menos abril de 2021.

No jogo, caso houvesse a expulsão, a equipe de Carlo Ancelotti ficaria em situação crítica. Ademais, a partida estava 1 x 0 para o Liverpool  e ficaria com um jogador a mais. Todavia, o jogo acabou 2 x 2.

AS FALAS DO ÁRBITRO

Então, Michael disse:

“O meu pensamento inicial foi que eu não poderia dar o pênalti, porque ele (Van Dijk) estava impedido, então eu tinha que marcar o impedimento antes. Eu acho que disse ao VAR: ‘Se ele não estiver impedido, vou dar o pênalti'. Vi o lance depois muitas vezes no monitor. E, por mais que eu tenha visto, considerei que Pickford não tinha feito nada demais, apenas ampliado sua área de cobertura. No entanto, ele fez um movimento errado, como a lesão (de Van Dijk) mostrou.”

“Nós todos não demos tanta atenção à dividida da maneira que deveríamos ter feito. Nós poderíamos, sim, ter dado o impedimento e o cartão vermelho a Pickford. Mas temos que ressaltar também que nenhum dos jogadores pediu para darmos o cartão vermelho naquele momento”

“No fim das contas, nós deveríamos, sim, ter marcado o impedimento, mas também aplicado algum tipo de punição ao Pickford”

Foto Destaque: Divulgação/Reprodução/Getty Images

Gabriel Yudi Gati Isii
Gabriel Yudi Gati Isii
Sou aluno de Jornalismo da PUC-SP (3/8). Sou um grande fã de futebol e do Pelé. Meus sonhos são cobrir uma Copa do Mundo em loco e dar um espelho para que pessoas iguais a mim, asiáticos, tenham alguém para se inspirar.

Artigos Relacionados