Aposentado, Hleb lamenta saída do Arsenal rumo ao Barcelona (Foto: Reprodução/Miguel Ruiz/Marca)

Mesmo após a aposentadoria, Alexander Hleb continua se questionando por ter trocado o Arsenal pelo Barcelona em 2008. Assim, em entrevista, o bielorrusso revelou que considera a ida para a Espanha como um dos grandes erros de sua carreira. Segundo ele, a passagem pelos Gunners fez parte do momento mais feliz de sua vida como jogador.

“Muitos anos depois e ainda penso nisso. Não entendo. Até hoje não entendo o que aconteceu ou por que tomei essa decisão. Claro, o Barcelona naquele momento era o melhor time do mundo, mas eu estava muito feliz no Arsenal naquela época. Eu tinha amigos, gostava do treinador, estava jogando por um dos melhores times, a torcida, o estádio , tudo! O campeonato fantástico, a Premier League, tudo! (…) estava 100% feliz no Arsenal.”, disse.

Contratado pelo Arsenal em 2005 junto ao Stuttgart, da Alemanha, Hleb fez 130 partidas com a camisa do clube inglês. Além disso, esteve na campanha do vice-campeonato da Champions League. Com a mudança para o Barcelona, o atleta não conseguiu se firmar na equipe. Assim, passou a ser emprestado para times como Birmingham, da Inglaterra, e Wolfsburg e novamente Stuttgart, do país germânico.

“Claro, o Barça é uma equipe fantástica. Ganhei títulos e tudo, mas não joguei tanto quanto no Arsenal. Este é apenas meu erro porque, na época, muitas coisas aconteceram na minha vida pessoal. Comecei muito nervoso (no Barcelona). Sempre agressivo. Foi só um erro meu. Esta não é uma situação em que o Guardiola não confiasse em mim ou coisa parecida. Não, é só um erro meu”, declarou.

Apesar de fazer apenas 36 jogos pelo clube catalão, Hleb conquistou a Champions League, o Campeonato Espanhol e a Copa do Rei por uma vez cada.

Foto Destaque: Reprodução/Miguel Ruiz/Marca

Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Artigos Relacionados