Após ex-jogadores de Inter e Grêmio trocarem socos no vestiário, Tijuana toma medidas drásticas

As coisas não andam muito boas no Tijuana. Depois de um péssimo início na Liga MX Apertura, o clube ainda tem que lidar como uma série de problemas internos. O último deles estourou nessa semana, envolvendo dois jogadores que já tiveram passagem pelo futebol brasileiro.

De acordo com à imprensa mexicana, após a derrota em casa para o Atlético San Luis, pela 4ª rodada do Apertura, os atacantes Ariel Nahuelpán e Miller Bolãnos teriam se desentendido e trocado socos no vestiário. Os atos dos jogadores, obviamente, incomodaram o treinador Pablo Guede e piorou ainda mais o clima internamente.

Um fato um tanto quanto curioso a se destacar, é que ambos os jogadores já estiveram em lados opostos de uma intensa rivalidade do futebol brasileiro. Isso porque, entre 2016 e 2017, os dois atacantes atuaram no futebol gaúcho e disputaram diversos Gre-Nais. Enquanto Ariel vestia à camisa do Internacional, Bolãnos defendia as cores do Grêmio. Assim, quis o destino que os dois se encontrassem em solo mexicano e fossem o centro dessa polêmica.

POSICIONAMENTO DA DIRETORIA DO TIJUANA

À direção dos Xolos, mediante a situação e ao ”depoimento” de Pablo Guede sobre o ocorrido, decidiu rescindir o contrato de Ariel Nahuelpán. O clube anunciou a quebra do vínculo via redes sociais, através de comunicado oficial. Até o momento, os mandatários optaram por manter Miller Bolãnos no plántel, todavia, o jogador sequer ficou no banco na vitória diante do Puebla.

O destino do Argentino ainda é incerto, no momento, não há nenhum provável destino para o atacante. Contudo, o jogador já se despediu de seu ex-clube nas redes sociais; veja o comunicado do atleta:

”Quero agradecer aos meus companheiros e torcedores que estiveram lá o tempo todo. Estou sempre ansioso. Um abraço a todos”, disse.

Foto Destaque: Reprodução/Internet

Avatar
Gabriel Ricardo
Instagram: @gabriel_ricardo77 Meu nome é Gabriel, sou estudante de jornalismo pela UNIP. Fascinado por esportes, futebol principamente, e fã da resenha e dos debates, percebi desde cedo que jornalismo seria o caminho que eu iria trilhar. Com o amor pelo futebol e vivência na arquibancada, vi e sinto na pele que o futebol é muito mais que 11 contra 11. E é essa mensagem que tentarei transmitir a todos enquanto me for possível.

Artigos Relacionados