Alexandre Gallo

Um dia após ser eliminado na Copa do Brasilo Santa Cruz anunciou oficialmente o seu novo treinador, na manhã desta quarta-feira (14). Trata-se de Alexandre Gallo. O treinador é o segundo comandante na temporada do Tricolor de Arruda, e vem para substituir João Brigatti, que foi demitido após os maus resultados de início de ano.

ALEXANDRE GALLO

O técnico tem 53 anos atualmente e acumula algumas passagens pelo futebol de Pernambuco. Todas nos rivais do Santa Cruz (Sport e Náutico). Assim, Gallo treinou o Sport no ano de 2007, conquistou o Campeonato Pernambucano de maneira antecipada, mas forçou sua saída para o Internacional.

Por outro lado, o técnico acumula mais passagens e mais identificação com o Náutico. Desse modo, na Rosa e Silva, Alexandre Gallo teve três passagens. A princípio, o primeiro trabalho no Timbu em 2010, onde chegou na final do Pernambucano, mas caiu na Série B daquele ano.

Em seguida, no ano de 2012 o comandante voltou para o Alvirrubro, e fez ótima campanha no Brasileirão daquele ano. Dessa maneira, classificou o Náutico para a Copa Sul-Americana. Contudo, o treinador saiu logo no início do ano seguinte, pois aceitou convite para treinar a Seleção Brasileira sub-20.

Por fim, esteve de volta ao Timbu em 2016. Porém, dessa vez não fez um trabalho bom. E saiu do clube em meio da Série B daquele ano. Em seguida, o time chegou perto de subir com o novo treinador.

ÚLTIMOS TRABALHOS

Desse modo, os últimos trabalhos de Gallo foram no Estado de São Paulo. Treinando o São Caetano e o Botafogo-SP. Ainda mais, o trabalho na Pantera durou muito pouco em 2021. Assim, o treinador comandou o time em apenas quatro partidas. Em resumo, perdeu três partidas e empatou um jogo. E se viu demitido no último dia 1 de abril. Anteriormente, passou três anos sem trabalhar como técnico, inclusive fazendo a função de executivo de futebol.

DESAFIO NO SANTA CRUZ

Dessa maneira, Alexandre Gallo chega em um Santa Cruz em crise. O Tricolor do Arruda tem menos de 35% de aproveitamento na temporada. Em 14 partidas em 2021, a Cobra-Coral venceu apenas quatro partidas, sem conseguir convencer muito.

O novo comandante deve liderar uma reformulação no elenco coral, que conta com atletas que Gallo já trabalhou junto. É esperado que a estreia do novo treinador seja neste domingo (18), no Clássico das Emoções, contra o Náutico.

Foto destaque: Divulgação/CBF

Ayrton Niño
Historiador pela UFPE e graduando em Jornalismo pela UniNassau.